Bate-Papo na Web

Saiba como evitar golpe que circula há anos e rouba dados como nome e dados bancários

Golpe usa supermercados como Carrefour, Pão de Açúcar e Extra

Imagem SNS Crédito  Metamorworks
Adobe Stock

Qdo eu estava navegando na internet, apareceu uma mensagem me pedindo para responder uma pesquisa do Google e em troca eu ganharia um vale de R$ 500 para compras em supermercado. Fiquei desconfiada e sai da página. Mas será que era verdade? Como saber? - Helena, 59

Fez muito bem de desconfiar! Nessa hora, vale o ditado: “Quando a esmola é muita, o santo desconfia”. É só pensar: qual o sentido de uma empresa pagar R$ 500 apenas por uma opinião em uma pesquisa?

Esse é um golpe que circula há alguns anos e já fez milhares de vítimas. Além do Google, utiliza os nomes de supermercados como Carrefour, Pão de Açúcar e Extra.

É um tipo de golpe chamado engenharia social, em que a pessoa é induzida a fornecer seus dados pessoais, como número de celular ou dados bancários, que dp são usados pelos criminosos em prejuízo da vítima.

É disseminado tanto por mensagens de WhatsApp, em que a própria pessoa encaminha o link para responder a suposta pesquisa para os seus amigos, qto por meio de navegação descuidada no computador.

Nesse caso, um adware, uma espécie de software malicioso, é instalado sem o conhecimento 

do usuário. 

Qdo a pessoa está navegando, aparece uma página com o título “Pesquisa Anual do Visitante”, em que ela deve responder a um questionário para ganhar o suposto vale-compras.

Como se proteger? Primeiro, não clique em nada, não forneça nenhuma informação e feche o navegador. Em seguida, execute o seu antivírus (que deve estar sempre atualizado). Além disso, sugiro ainda que peça a um técnico para fazer uma varredura mais detalhada, excluindo extensões indesejadas dos navegadores.

Para evitar esse tipo de coisa, nunca clique em links suspeitos, que prometem muitas vantagens. Confira sempre se a promoção existe no site oficial da empresa —ou mesmo ligue para o SAC— para se informar. E, principalmente, nunca compartilhe nada sem checar antes.

Bate-Papo na Web

Alessandra Kormann é jornalista, tradutora e roteirista. Trabalhou sete anos na Folha.
Desde 2005, é colunista do Show!, do jornal Agora.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem