Aventura na cozinha

Aprenda a preparar ragu de carne seca com pinhão, polenta e vinagrete de pepino

Aproveite finzinho da temporada de pinhão nesta receita que mistura Brasil e Itália

Carne seca com pinhão para comer com polenta mole e vinagrete de pepino Juliana Ventura/Folhapress

Olá, cozinheiros! Bem-vindos a mais uma aventura na cozinha!

Já falei sobre polenta mole em outra ocasião nesta coluna. Para mim, ela é a comida que aquece de dentro para fora deixando um rastro de felicidade. Por isso, a escolhi como acompanhamento de uma receita de ragu bem brasileirinha que testei há pouco tempo e ficou muito boa, com carne-seca e pinhão.

Ah, os pinhões. Ícones das festas juninas e tão típicos deste período do ano. A época já está no fim, mas ainda dá tempo de aproveitar seu sabor ceroso e cremoso que ficou incrível neste molho de tomate com carne. Há quem diga que os pinhões são difíceis de manusear e requerem engenhocas específicas para abrir. Mas, acredite, não tenho nenhuma geringonça do tipo e tudo correu muito bem na minha cozinha.

Os pinhões são frutos da araucária. Aquelas pinhas compridinhas que vemos pelo chão em áreas em que a árvore é popular são o que sobrou depois que os pinhões foram retirados. Eles ficam dentro de cascas bem duras, que têm interior macio e saboroso. Na hora de comprar, verifique se não há mofo nas cascas avermelhadas e descarte pinhões que apresentam furinhos –eles significam que bichinhos passaram por ali e já se refestelaram com o interior das sementes.

Na hora de cozinhar, corte as pontas dos pinhões e verifique o interior do fruto, que deve estar claro. Jogue fora pinhões escurecidos. Cozinhei os pinhões por 40 minutos na panela de pressão e ficaram perfeitos. Para abrir, na falta das tais engenhocas, espremedores de alho e alicates ajudam e uma boa faquinha finaliza o trabalho.

Acompanha a receita um vinagrete de pepino, ideia interessante para os chatinhos para comer que não gostam de cebola: o pepino a substitui na crocância. A receita dou aqui utiliza cheiro verde como tempero principal, mas indico e recomendo o uso do coentro a quem gostar. O sabor fica sensacional.

No mais, mantenha-se em casa se possível e vamos para a cozinha? Até a próxima!


RAGU DE CARNE-SECA COM PINHÃO, POLENTA MOLE E VINAGRETE DE PEPINO

Dificuldade: Médio
Rendimento: 8 porções

Ingredientes:
Para a polenta
14 xícaras (chá) de água
2 colheres (sopa) de sal
3 e 1/3 xícaras (chá) de fubá

Para o ragu
1 cebola média
2 dentes de alho
500 g de carne-seca cozida e dessalgada
2 xícaras de pinhão cozido e cortado em cubos
1 lata de tomate pelado
2 tomates
1 xícara (chá) de cheiro verde
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 pimenta dedo-de-moça fatiada fino sem sementes
Suco de ½ limão
Sal e pimenta-do-reino a gosto

Para o vinagrete
1 pepino japonês
2 tomates maduros
1 xícara (chá) de salsinha picada
¾ xícara (chá) de azeite de oliva
4 colheres (sopa) de vinagre
Sal e pimenta-do-reino a gosto

MODO DE FAZER

  1. Corte o pepino e o tomate do vinagrete em cubos bem pequenos.

  2. Misture todos os ingredientes. Verifique se a mistura precisa de sal ou ácido e acerte o sabor. Reserve.

  3. Em uma frigideira grande e alta, coloque a cebola bem picada, o alho bem picado, a pimenta fatiada e o azeite. Refogue por três minutos até murchar.

  4. Adicione a carne-seca e tempere com limão. Refogue por mais dois minutos.

  5. Acrescente o pinhão e refogue por mais dois minutos.

  6. Coloque os tomates picados e a lata de tomate pelado. Mexa bem, desfazendo os pedaços de tomate e desfiando a carne-seca.

  7. Diminua o fogo e tampe a panela. Acerte o sal e a pimenta. O molho deve cozinhar por cerca de meia hora.

  8. Comece o preparo da polenta.

  9. Em uma outra panela grande, coloque a água para ferver. Assim que começar a borbulhar, adicione o sal.

  10. Vá peneirando o fubá na água aos poucos enquanto mexe sem parar com um batedor de arame.

  11. Quando terminar de incorporar o fubá, comece a mexer a massa com uma colher de pau. Faça isso em fogo médio por pelo menos 20 minutos.

  12. Ao fim do preparo da polenta, desligue o fogo do molho e adicione o cheiro verde.

  13. Sirva ambos juntos e quentes, com o vinagrete.

(A)ventura na cozinha

Juliana Ventura, 35, é jornalista formada pela PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo), pós-graduada em gastronomia pela Universidade Anhembi Morumbi e professora de culinária para crianças.
email: aventuranacozinha@grupofolha.com.br
Instagram: @venturanacozinha

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem