Aventura na cozinha

Caldo verde tem base de batata e leva couve-manteiga e linguiça portuguesa para dar sabor

Veja como não errar a receita para fazer bonito no inverno

Caldo verde tem base de batata e leva couve-manteiga e linguiça portuguesa para dar sabor

Caldo verde tem base de batata e leva couve-manteiga e linguiça portuguesa para dar sabor Juliana Ventura/Folhapress

Olá, cozinheiros! Bem-vindos a mais uma aventura na cozinha! Está começando a estação mais fria do ano! Apesar de sabermos muito bem que em terras tropicais isso significa temperaturas mais amenas alguns dias e um belo calorzinho em outros, no jantar, quando cai a noite (e os termômetros), uma sopa quentinha, saborosa e aconchegante, é sempre bem-vinda. 

Discordo cabalmente de quem fala que para fazer sopa é só jogar alguns ingredientes na água. Essa preparação é uma iguaria como qualquer outro prato da gastronomia. Há alguns tipos de sopas e técnicas para fazê-las.

Elas podem ser caldos, cremes, purês, por exemplo. O caldo verde, que ensino na receita de hoje, é algo entre um caldo e um purê. Já que a base é um purê suave, quase líquido, de batata, e nesse "caldo-purê" flutuam os sabores da couve, da linguiça e dos aromáticos.

A sopa do dia é bastante conhecida e, embora haja truques, não é difícil de se preparar. No entanto, é bem grande o número de pessoas que dizem não acertar a preparação dessa receita por nada no mundo. O maior erro que vejo é a ideia de que bater a couve com líquido e as batatas, numa tentativa de deixar o caldo na cor verde, vai dar certo. Não vai.

A não ser que se utilize uma quantidade bem pequena da folha, a chance maior é a de acabar com um caldo com sabor amargo. Por isso, o melhor jeito de preparar o caldo verde é ter uma base bem suave de batata e cozinhar a couve nela.

Quando falo "cozinhar", no entanto, quero dizer algo como "dar um susto", expressão muito usada por minha mãe e que adoro. Ou seja, é só colocar a couve no líquido fervente, misturar e desligar. Pronto! O calor do caldo vai se encarregar de cozinhar as folhas sem que elas fiquem completamente murchas e com a aquela cor verde-musgo horrível de "passei do ponto".

Vamos para a cozinha? Até a próxima!


CALDO VERDE

Dificuldade Fácil
Rendimento 8 porções

Ingredientes
8 batatas médias
1 maço de couve-manteiga
1 linguiça portuguesa
150 g de bacon defumado
1 cebola média
2 dentes de alho grandes
4 colheres (sopa) de azeite de oliva
Sal a gosto

Modo de fazer

  1. Descasque as batatas, corte em cubos e cozinhe em cerca de um litro e meio de água.

  2. Aqueça uma colher de sopa de azeite e refogue a cebola, o alho e o bacon bem picados, até que dourem.

  3. Afervente a linguiça portuguesa e corte em cubos. Adicione ao refogado.

  4. Bata no liquidificador ou com um mixer a batata cozida e sua água.

  5. Adicione o refogado ao creme de batata e teste o sal.

  6. A consistência deve ser mais líquida e menos purê, então verifique a necessidade de colocar mais água e acrescente aos poucos se for o caso.

  7. Quando a sopa estiver fervendo, coloque a couve-manteiga fatiada bem fina, misture bem

  8. Acerte o sal e desligue o fogo.

(A)ventura na cozinha

Juliana Ventura, 33, é jornalista formada pela PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo), pós-graduada em gastronomia pela Universidade Anhembi Morumbi e professora de culinária para crianças.
email: aventuranacozinha@grupofolha.com.br
Instagram: @venturanacozinha

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias