Cinema e Séries
Descrição de chapéu Cinema

Com saída de Regé-Jean Page, Netflix anuncia novos atores em 'Bridgerton'

Quatro artistas foram divulgados para a segunda temporada

Regé-Jean Page interpretava Simon Basset em 'Bridgerton' - Netflix/Liam Daniel
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Com a confirmação da saída de Regé-Jean Page, 31, o duque de Hastings, da série "Bridgerton", a Netflix confirmou a entrada de quatro novos atores para segunda temporada, que ainda não tem data de estreia.

Nomes como Charithra Chandran, de "Alex Rider" (Amazon Prime Video, 2020) e Shelley Conn de "A Fantástica Fábrica de Chocolate" (2005) foram confirmados. Também estarão presentes Calam Lynch, de "Dunkirk" (2017) e Rupert Young, de "As Aventuras de Merlin" (2008).

Chandran irá interpretar a inocente Edwina Sharma, irmã mais nova de Kate que busca um amor verdadeiro. Conn será Mary Sharma, mãe de Kate e Edwina. Lynch dará vida a Theo Sharpe, um assistente de editora envolvido em causas sociais. Por fim, Young irá se chamar Jack e foi criado especialmente para a série, pois seu personagem não está nos livros.

No dia 2 de abril, a revista Variety confirmou a saída de Regé-Jean Page, 31, o duque de Hastings, da série. "É um arco de uma temporada. Temos um começo, meio e fim. Eu achei interessante porque parecia uma série com limite. Eu poderia entrar, contribuir com minha parte e a família Bridgerton continuaria", disse o ator sobre não estar na sequência da série.

No final de março, o ator britânico Regé-Jean Page foi o vencedor de uma categoria na 52ª edição da premiação anual NAACP Image Awards 2021. O artista foi escolhido o melhor ator em uma série dramática por seu personagem em "Bridgerton".

Ele concorria ao título com atores como Sterling K. Brown, de "This Is Us" (2016), Jonathan Majors, que está em "Lovecraft Country" (2020), Keith David, atua em "Greenleaf" (2016), e Nico Annan, conhecido por seu trabalho em "P-Valley" (2020).

"Uau, parabéns a todos na categoria", disse Page em seu discurso virtual. "Isso é absolutamente válido para todas as pessoas incríveis de nossa equipe que fizeram algo tão único. É a maior honra nos representar na plenitude de nossa beleza".

Page continuou: "De nosso glamour, de nosso esplendor, de nossa realeza, de nosso romance, do nosso amor." Segundo o site Deadline, também é o primeiro prêmio de imagem NAACP da carreira do ator, e para ele, é muito significativo poder representar a comunidade negra no entretenimento.

"É a maior honra representar isso e representar as pessoas que represento e farei o meu absoluto para ser digno disso", acrescentou. A vitória do ator é o primeiro grande prêmio de atuação pelo drama de sucesso, que chegou a Netflix em dezembro de 2020 e se tornou a série mais assistida do serviço de streaming.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem