Cinema e Séries
Descrição de chapéu Cinema

Não há personagens trans nos principais filmes de Hollywood pelo 3º ano, diz relatório

Dados fazem parte do Índice de Responsabilidade dos Estúdios, do grupo LGBTQ Glaad

Cena da série "Pose"
Cena da série "Pose" - Divulgação
Jill Serjeant
Los Angeles

Hollywood aumentou o número de personagens gays e bissexuais nos filmes em 2019, mas a maioria deles teve participação rápida, e não houve personagens transgêneros, de acordo com pesquisa divulgada nesta quinta-feira (16).

O Índice de Responsabilidade dos Estúdios, do grupo de defesa LGBTQ Glaad, mostrou que, dos 118 filmes lançados pelos principais estúdios de Hollywood em 2019, 22 (18,6%) tinham personagens LGBTQ+, incluindo filmes como "O Escândalo", "Rocketman", "Judy: Muito Além do Arco-Íris" e "Fora de Série".

Houve um leve aumento em relação a 2018 (18,2%) e é a maior porcentagem de filmes com inclusão de gênero nos oito anos de história da pesquisa anual do Glaad. O Glaad não encontrou personagens transgêneros pelo terceiro ano consecutivo, apesar da crescente visibilidade da comunidade trans na televisão em programas como "Pose", "Supergirl" e "The L Word".

O grupo também expressou decepção com o baixo perfil dado aos personagens LGBTQ+ nos principais filmes do ano passado. Apenas 9 dos 22 filmes inclusivos identificados pelo Glaad tinham personagem LGBTQ+ com mais de 10 minutos de tempo na tela, enquanto mais da metade desses personagens teve menos de três minutos.

"Apesar da porcentagem recorde de filmes LGBTQ este ano, a indústria ainda tem um longo caminho a percorrer em termos de representar de maneira justa e precisa a indústria LGBTQ", disse a executiva-chefe do Glaad, Sarah Kate Ellis, em comunicado.

Reuters
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem