Cinema e Séries

Roteirista de 'Supernatural' fala sobre spin-off e fim da série: 'Não fará todo mundo feliz'

'Criamos algo que espero que faça sentido, com um final emocionante'

Cena de 'Supernatural'
Cena de 'Supernatural' - Divulgação
São Paulo

Produtor-executivo e roteirista de alguns episódios de "Supernatural", Andrew Dabb afirma que nem todos os fãs ficarão felizes com o resultado final da série de suspense, mas que o projeto deve marcar os que acompanham a história que está no ar desde 2005. A história dos irmãos Winchester, Sam (Jared Padalecki) e Dean (Jensen Ackles), chega ao fim nesta 15ª temporada, que estreou na Warner no dia 22. 

"Só precisamos entender que não vamos fazer todo mundo feliz. Todos temos opiniões muito fortes sobre qual caminho seguir", diz Dabb, em entrevista cedida ao F5 pela Warner. Responsável por escrever o último episódio, o produtor revela que sabia qual seria a última cena da série desde que anunciaram a temporada final.

"Criamos algo que espero que faça sentido, com um final emocionante para jornada desses personagens. Não será algo que fará todo mundo feliz, porque isso é impossível. Mas realmente espero que as pessoas entendam por que acabou assim", completa.

Dabb explica que não tem como amarrar todos os fios de uma série que já perdura há 15 anos. "Isso seria muito difícil [...] Vamos voltar e explicar algumas coisas –ou encontrar maneiras para isso–, que podem parecer um pouco estranhas no momento, mas acabarão fazendo um pouco mais de sentido."

Em balanço final, ele diz que procurou produzir algo que "valesse a pena". "Se você assistir ao programa 24 horas por dia, levará uma semana e meia para ver todos os episódios. Não queremos deixar as pessoas se sentindo vazias [...], que elas pensem que não levamos muito a sério o tempo e o esforço que elas dedicam a essa série. Isso não significa que o final deve ser feliz para todo mundo, mas significa que a jornada precisa valer alguma coisa.

RESGATE DE PERSONAGEM

Sam (Jared Padalecki) e Dean (Jensen Ackles) já passaram por inúmeras aventuras sangrentas que envolviam vampiros, fantasmas, demônios, anjos e deuses, e agora encaram seus últimos desafios nesta 15ª temporada. Nesta jornada, eles encontrarão alguns personagens que apareceram em episódios passados.

"Qualquer pessoa que tenha sido condenada ao inferno na série –que não são poucas– teria potencial para voltar. Você verá na última temporada algumas pessoas que foram enviadas ao inferno de maneira bastante justa, e algumas que estiveram lá de maneira muito injusta", diz Dabb. O personagem Adam Milligan/Winchester (Jake Abel) é um dos confirmados para retornar.

"Estamos honrando o passado de 'Supernatural' e trazendo essas pessoas de volta, mas não apenas de forma simbólica. Vamos permitir que eles tentem fazer coisas que você nunca viu antes", diz o produtor- executivo Brad Buckner.

"Eles [Sam e Dean] definitivamente encontrarão aliados improváveis. [...] Isso é especialmente necessário nesta temporada, por toda essa exploração do sistema de crenças, bem como a ideia por trás da natureza do livre arbítrio. Todo o conceito de livre arbítrio assume um novo significado [nesta temporada]", completa.

Buckner afirma, ainda, que escuta a todo momento a ideia de fazer um spin-off da série, mas que não sabe se isso acontecerá. "Parte do motivo pelo qual alguns spin-offs não foram bem-sucedidos é porque sua série já chegou ao seu ponto máximo. 'Supernatural' é sobre a química entre os meninos, Jared e Jensen. Quando Misha Collins [ator que vive Castiel] foi adicionado, funcionou tremendamente. Adicionar Jack [interpretado por Alexander Calvert] também deu certo. Isso quase nunca acontece."

"Quando você compara spin-offs com a série original, você quer ter uma ótima produção para pelo menos ressoar como o original. 'Supernatural' é uma coleção tão estranha de acontecimentos maravilhosos que vai ser difícil chegar a esse nível novamente", conclui  Buckne.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem