Cinema e Séries

Dick Van Dyke revela que pagou US$ 4.000 a Walt Disney para estar no elenco de 'Mary Poppins'

Ator de 92 anos disse que pagaria novamente para estar no novo filme

Dick Van Dyke durante o Annual Screen Actors Guild Awards, em Los Angeles in Los Angeles
Dick Van Dyke durante o Annual Screen Actors Guild Awards, em Los Angeles in Los Angeles - Mark J. Terrill/AP
São Paulo

"Eu tive que pagar para fazer esse filme...e eu faria isso de novo", revelou o ator Dick Van Dyke, 92, sobre o clássico "Mary Poppins", de 1964. O americano interpretou o personagem Bert na época, e está no elenco do novo "O Retorno de Mary Poppins". Com Emily Blunt, o filme estreia dia 19 de dezembro nos cinemas. 

No longa original com a atriz Julie Andrews, 83, no papel da babá, Van Dyke interpretou o limpador de chaminés Bert. Poucos sabem, no entanto, que ele também viveu um segundo personagem. O ator revelou que teve de persuadir Walt Disney financeiramente para que ele pudesse também interpretar o banqueiro Mr. Dawes ​​– transformado ​pela maquiagem e figurino, o ator ficou irreconhecível no longa. 

"Eu disse a ele que faria isso sem receber nada. Mas, na verdade, eu dei a ele US$ 4.000 [R$ 15,2 mil]. Tive que pagar para poder fazer o papel do banqueiro", contou Van Dyke ao site americano Hollywood Reporter. Questionado sobre a nova versão do filme, o ator não hesitou: "Eu faria isso novamente".

​No filme "O Retorno de Mary Poppins", Van Dyke será Mr. Dawes Jr,. filho do banqueiro da primeira versão. O longa é uma continuação do filme lançado em 1964, em que a babá Mary Poppins surge do céu (literalmente) para ajudar a família Banks. Na continuação, a governanta, interpretada por Emily Blunt, retorna para a mesma casa, para trazer mais vida às novas gerações da família Banks, que sofre com a perda de um ente querido.

Ambientado na cidade de Londres dos anos 1930, a babá tem um visual muito parecido com o original. O longa dirigido por Rob Marshall também tem no elenco Meryl Streep, Julie Walters, Colin Firth, entre outros. 

 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias