Cinema e Séries

Mostra de cinema tem 'Simonal', sessões grátis no vão livre do Masp e filmes a R$ 2 no Spcine

Mostra Internacional começa na quinta e vai até o fim do mês

A atriz Isis Valverde e o ator Fabricio Boliveira em cena de "Simonal  - O Filme"
A atriz Isis Valverde e o ator Fabricio Boliveira em cena de "Simonal - O Filme" - Divulgação
Descrição de chapéu Agora
Fabiana Schiavon
São Paulo

Começa nesta quinta (18) a 42ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que, até o dia 31 de outubro, exibe 300 filmes premiados e de destaque em diversos países. Além dos endereços espalhados pela cidade (com ingressos de R$ 20 a R$ 24), parte do circuito Spcine exibe os filmes a ingressos promocionais (R$ 2 a sessão). Uma agenda no vão livre do Masp ainda resgata clássicos nacionais e estrangeiros em exibições gratuitas (confira abaixo).

Algumas produções brasileiras que ainda não foram lançadas oficialmente terão seções adiantadas na Mostra. É o caso de “Simonal”, com a história do músico morto em 2000. A direção é de Leonardo Domingues, que fez parte da produção do documentário “Simonal - Ninguém Sabe o Duro que Dei” (2009).

"Trabalhei na pós-produção do documentário e me envolvi muito com o tema. Li a biografia escrita pelo Ricardo [Alexandre] e me encontrei com ele. Para o filme, peguei um pouco de tudo o que fui aprendendo sobre esse artista e vi que valia fazer uma síntese dessa história na ficção”, afirma o diretor.

Ele conta que o documentário foi visto por mais de 70 mil pessoas, tornando-se o mais assistido daquele ano. “Mas há um público específico que gosta de documentários. Faltou contar a história para um público ainda maior”, completa.

Esquecido por anos, o cantor dos sucessos “Nem Vem que Não Tem”, “Vesti Azul” e “Meu Limão, Meu Limoeiro” voltou a ser assunto por causa do projeto. “Ele tinha a pecha de dedo-duro da ditadura [regime militar], então, foi até difícil conseguir patrocínio. O documentário mostrou o lado da história dele para as pessoas e também divulgou o nome e a música de Simonal para quem nunca tinha ouvido falar dele”, revela o diretor.

A história do cantor é retomada com grandes estrelas. Casal protagonista, Simonal e sua mulher, Sandra Cerqueira, são vividos por Fabrício Boliveira _que faz sucesso como Roberval na novela “Segundo Sol” (Globo)_ e pela atriz Isis Valverde.

“Na época do filme, eu já estava em contato com o Max de Castro e o Simoninha [filhos de Simonal]. Eles disseram que cem atores passaram por uma audição para a escolha do ator Ícaro Silva, que estrelou o musical no teatro”, conta Domingues.

A decisão por Boliveira veio do diretor do longa. “Ele não é cantor, mas eu queria usar o fonograma original, já que a voz do Simonal não tem igual”, diz Domingues. A técnica é semelhante à usada com a atriz Andrea Horta, para “Elis” (2016). O longa retrata os 15 anos da breve carreira de Simonal, que teve seu auge de 1960 a 1975.

HOMENAGENS E OUTROS DESTAQUES

A 42ª Mostra Internacional de Cinema faz uma seleção de mais de 300 filmes nacionais e internacionais e promove discussões sobre cinema durante a programação.

Alguns longas nacionais que ainda não entraram no circuito normal das salas, mas estão se destacando em festivais e pré-exibições, poderão ser vistos na mostra, como “Mormaço”, de Marina Meliande, e a dupla estreia de Mariana Ruy Barbosa no cinema, com “Sequestro Relâmpago”, de Tata Amaral, e “Todas as Canções de Amor”, de Joana Mariani.

“Simonal”, por exemplo, levou três Kikitos no Festival de Gramado, em agosto, por melhor fotografia, trilha sonora (feita pelos filhos dele, Max de Castro e Simoninha) e direção de arte.
¦Há homenagens a diretores, atores e outros filmes. “O clássico ‘Central do Brasil’ faz 20 anos, então, teremos uma sessão com todo o elenco. Já ‘O Bandido da Luz Vermelha’ faz 50 anos”, lembra Renata Almeida, diretora da Mostra.

“Central do Brasil” será exibido no dia 30, às 21h, no Espaço Itaú de Cinema, na Augusta. Já a versão restaurada de “O Bandido da Luz Vermelha” terá uma sessão, no dia 28, às 20h10, na Cinemateca. “Outra celebração é o centenário de Nelson Mandela. Fizemos uma seleção de filmes sobre ele. Um deles, ‘Invictus’, está na programação do vão livre do Masp”, afirma Renata.

Outro destaque com sessão aberta e gratuita é o clássico “A Caixa de Pandora”, de 1928, projetado na área externa do Auditório Ibirapuera, com acompanhamento da Orquestra Jazz Sinfônica, no dia 27, às 19h.

O encerramento da Mostra, no dia 31, às 19h30, que tem exibição tradicional de um filme no Auditório Ibirapuera, ocorrerá com “Roma”, do mexicano Alfonso Cuarón, vencedor do festival de Veneza. A programação traz outros longas premiados, como o romeno “Não me Toque”, vencedor do Urso de Ouro em Berlim


CIRCUITO SPCINE  (com sessões a R$ 2)

Veja destaques da primeira semana

“Run & Jump”, de Steph Green (Irlanda/Alemanha)
Vanetia reconstrói a vida após o marido sofrer um derrame que o faz mudar de personalidade. Entra em suas vidas o pacato pesquisador Ted Fielding, que fica hospedado durante dois meses na casa deles
Dia 19, às 17h

“O Pequeno Quinquin”, de Bruno Dumont (França)
Dois policiais investigam a descoberta de uma vaca morta, preenchida com restos humanos. Eles são seguidos pelo pequeno Quinquin, um menino que cria confusão por onde passa 
Dia 20, às 17h

Spcine Roberto Santos
r. Cisplatina, 550, Ipiranga, tel. (11) 94106-9011
68 lugares 


“Los Demás Días”, de Carlos Agulló (Espanha)
Por meio do trabalho diário do médico Pablo Iglesias, o público testemunha o mundo dos cuidados paliativos
Dia 20, às 15h

“Nina”, de Olga Chajdas (Polônia)
Nina é uma professora que parece ter uma vida absolutamente segura, mas precisa lidar com conflitos que atrapalham sua rotina
Dia 20, às 19h

Spcine Lima Barreto
r. Vergueiro, 1.000, Paraíso, tel. (11) 99859-3037
99 lugares 


“Vendedor de Pulseiras”, de Ere Gowda
Em uma aldeia, um vendedor de pulseiras e sua esposa não podem ter filhos e são alvo de fofocas
Dia 20, às 19h

“Alemanha um Conto de Inverno”, de Jan Bonny (Alemanha)
Becky, Tommi e Maik formam uma célula terrorista de extrema direita que sonha em receber atenção nacional
Dia 21, às 19h30

Spcine Olido
236 lugares 
av. São João, 473, centro, tel. (11) 95640 8564


“Mochila de Chumbo”, de Dario Mascaramboni (Argentina) ((((FOTO))))
Aos 12 anos, Tomás toma uma decisão importante e radical: ele sai às ruas com sua mochila e, dentro dela, uma arma carregada
Dia 18, às 19h

“Aqui e Agora”, Jakob Lass (Alemanha)
Oskar adora sua vida do jeito que ela é: dono de um clube noturno em Hamburgo, ele tem vários casos amorosos e muitos amigos
Dia 20, às 15h

Spcine Paulo Emílio
99 lugares 
r. Vergueiro, 1.000, Paraíso, tel. (11) 99859 3037


SESSÕES GRATUITAS NO MASP

os atores Grande Otelo (à esq.) e Oscarito em cena do filme "Matar ou Correr", chanchada de Carlos Manga de 1954. (Divulgação)
Os atores Grande Otelo (à esq.) e Oscarito em cena do filme "Matar ou Correr", chanchada de Carlos Manga de 1954. (Divulgação) - Divulgação

“Matar ou Correr” (1954), de Carlos Manga. Com Oscarito e Grande Otelo
Uma cidadezinha é aterrorizada pelos desmandos do bandido Jesse Gordon. Certo dia, de passagem pelo lugar os forasteiros Kid Bolha e Cisco Kada 
Dia 24, às 19h30

“Ópera do Malandro” (1986), de Ruy Guerra. Com Edson Celulari e Claudia Ohana ((((FOTO))))
Baseado no musical homônimo de Chico Buarque, longa retrata um vigarista elegante e popular que explora uma cantora de cabaré
Dia 26, às 19h30

O ator Morgan Freeman (à esquerda), no papel de Nelson Mandela, e o ator Matt Damon, no papel de François Pienaar, em cena do filme "Invictus", dirigido por Clint Eastwood
O ator Morgan Freeman (à esquerda), no papel de Nelson Mandela, e o ator Matt Damon, no papel de François Pienaar, em cena do filme "Invictus", dirigido por Clint Eastwood - Divulgação

“Invictus” (2009), de Clint Eastwood. Com Morgan Freeman e Matt Damon
Nelson Mandela, então presidente da África do Sul, chama François Pienaar, capitão da seleção nacional de rúgbi, para unir a população por meio do esporte
Dia 27, às 19h30

Vão livre do Museu de Arte de São Paulo
av. Paulista, 1.578, Bela Vista, tel (11) 3149-5959
500 lugares

OUTROS DESTAQUES

“Inezita”, documentário de Helio Goldsztejn 
Inezita Barroso (1925-2015) revolucionou a música brasileira. Mas, o caminho não foi fácil
Dia 18, às 21h50, no Instituto Moreira Salles 
Dia 19, às 17h45, no Cinearte Petrobrás
Dia 27, às 16h50, no Playarte Marabá

“Simonal”, de Leonardo Domingues. Com Fabrício Boliveira e Isis Valverde
Trajetória de ascensão e queda de Wilson Simonal (1938-2000), cantor brasileiro que saiu da pobreza e fez grande sucesso nas décadas de 1960 e 1970.
Dia 23, às 21h45
Dia 24, às 14h
Dia 27, às 15h40
No Espaço Itaú de Cinema - Frei Caneca 

“O Samba É Meu Dom”, documentário de Cristiano Abud
Entre 2009 e 2012, a equipe de Cristiano Abud acompanhou o sambista Wilson das Neves (1963-2017). O resultado é este documentário 
Dia 23, às 20h. No Reserva Cultural
Dia 24, às 13h30, no Espaço Itaú de Cinema - Frei Caneca
Dia 26, às 15h, no MIS (Museu da Imagem e do Som)

 Os atores Sidney Santiago, Daniel Rocha e Marina Ruy Barbosa durante filmagem de "Sequestro Relâmpago", novo filme de Tata Amaral
Os atores Sidney Santiago, Daniel Rocha e Marina Ruy Barbosa durante filmagem de "Sequestro Relâmpago", novo filme de Tata Amaral - Marlene Bergamo/Folhapress

“Sequestro Relâmpago”, filme de Tata Amaral. Com Marina Ruy Barbosa e Daniel Rocha 
Isabel é vítima de um sequestro relâmpago ao sair de um bar. Inexperientes, os sequestradores, notam que não conseguirão chegar a um caixa eletrônico em funcionamento antes das 22h e decidem ficar com ela
Dia 19, às 21h40, no CineSesc
Dia 21, às 14h, no Espaço Itaú de Cinema - Augusta
Dia 29, às 16h20, no Espaço Itaú de Cinema - Frei Caneca

“Torre das Donzelas”, documentário de Susanna Lira
O filme traz relatos inéditos da ex-presidente Dilma Rousseff e de suas ex-companheiras de cela do Presídio Tiradentes, em São Paulo, durante o regime militar
Dia 26, às 21h30, no Cinearte Petrobrás
Dia 27, às 13h40, no Caixa Belas Artes
Dia 30, às 15h40, no Espaço Itaú de Cinema - Frei Caneca

INGRESSOS

R$ 20 (seg., ter., qua. e qui.) e R$ 24 (sex., sáb. e dom.)
A bilheteria dos cinemas vende ingressos para a sessão do dia

Compras com antecedência na Central da Mostra, das 11h às 21h.
No Conjunto Nacional (av. Paulista, 2.073, tels. (11) 2172-2042 / 2172-2043)

*A programação completa dos filmes, os endereços e a classificação etária estão no site oficial: www.42.mostra.org

Agora
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias