Cinema e Séries

A&E exibe programa especial sobre o assassino em massa Charles Manson

A partir de novas evidências, programa analisa seus crimes

Charles Manson preso, em 1969, por liderar assassinatos em Los Angeles
Charles Manson preso, em 1969, por liderar assassinatos em Los Angeles - AP
Descrição de chapéu Agora
Karina Matias
São Paulo

o fim dos anos 1960, um grupo de jovens liderados por Charles Manson (1934-2017) invade uma casa em Los Angeles, nos Estados Unidos, e mata cinco pessoas. Grávida de oito meses, a atriz Sharon Tate, então mulher do cineasta Roman Polanski, é uma das vítimas da seita, conhecida como Família Manson.

Em formato de documentário, o especial “Charles Manson: A Mente de Um Louco”, que estreia hoje, às 22h30, no canal A&E, busca uma nova análise desses e de outros crimes cometidos pelo criminoso.

Vale lembrar que, em 2019, Manson será ainda tema de um filme dirigido pelo famoso cineasta Quentin Tarantino.

Dividido em duas partes (exibidas em sequência), o programa do A&E acompanha as investigações comandadas pelo detetive Cliff Shepard. Ele tenta descobrir, com a ajuda da tecnologia e de novas evidências, se a seita é responsável por outros assassinatos com características semelhantes aos cometidos pela Família Manson. Para isso, são avaliadas gravações executadas pelo próprio Manson.

Ele foi condenado à pena de morte_depois revertida em prisão perpétua_ pelos crimes na casa de Tate e também pelo assassinato do casal LaBianca, ocorrido um dia depois. Morreu ano passado, aos 83 anos, de causas naturais, e sempre negou participação nas tragédias: não estava presente em nenhum dos crimes, mas foi considerado idealizador de ambos.

Já o novo longa de Tarantino vai se chamar “Once Upon a Time in Hollywood” (Era uma vez em Hollywood, em tradução livre) e deve ser protagonizado por duas estrelas de peso: Leonardo DiCaprio e Brad Pitt.

Agora
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias