Carnaval

Anitta vê roubo de cima de trio e pede ação da polícia: 'Ninguém mandou vir aqui pra roubar, né?'

Cantora vigiou movimento durante bloco e disse que segurança foi reforçada para o evento

Cris Veronez
Rio de Janeiro

Logo no início do Bloco das Poderosas, que acontece na manhã deste sábado (9), no Centro do Rio, a cantora Anitta agradeceu a presença de todos e fez um alerta aos foliões: "O bloco de rua é um direito nosso, não vamos jogar ele fora fazendo confusão! Eu perco o tesão na hora se ver o povo brigando".

E acrescentou: "O último que tentou roubar no meu bloco se lascou. Daqui de cima estou vendo tudo, hein. Várias pessoas trabalhando pela nossa segurança. Vamos ficar na paz."

Poucos minutos depois, ela viu um roubo, parou o bloco e pediu a ação da polícia, que prendeu o jovem de nome não identificado. Segundo informações de um policial, ele teria roubado uma carteira e um celular.

 

"Ninguém mandou vir aqui pra roubar, né?", disse. Em seguida, o bloco continuou.

 

Antes de seguir para o trio, Anitta concedeu uma entrevista coletiva a jornalistas. A cantora disse que reforçou a segurança de seu bloco. No entanto, ressaltou que o Carnaval sem violência depende também da postura dos foliões.

"É mais uma questão de conscientização do público. É um direito nosso ter nosso Carnaval de rua e temos que saber usar nossa liberdade. Não podemos acabar com o direito do outro de estar ali se divertindo. Eu sou daquelas que dá bronca. Ano passado, tentaram roubar um celular e eu fiz logo devolver."

Fantasiada da personagem Bebel, interpretada por Camila Pitanga na novela "Paraíso Tropical" em 2007, ela ressaltou que o tem do seu Carnaval este ano é "Vale a Pena Ver de Novo".

"Revivi vários personagens icônicos que marcaram minha adolescência."

No domingo (10), Anitta leva o Bloco das Poderosas para São Paulo.

Em parceria com a patrocinadora Skol, Anitta promoveu uma ação de inclusão social. A cantora levou 50 pessoas com deficiência auditiva para curtirem o bloco no Rio de Janeiro e levará também para São Paulo. Estes foliões contam com mochilas que vibram de acordo com as batidas do som. 

“A Skol teve essa ideia e eu amei. Estou muito feliz de fazer parte. Esse é um jeito muito legal e inovador de mostrar a importância da inclusão dessas pessoas na festa mais inclusiva do país”, disse Anitta.

 
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias