Carnaval 2018

Grávida, Sabrina Sato diz que pode não desfilar no Carnaval de 2019

Apresentadora tem receio de encarar avenida apenas quatro após de dar à luz sua primeira filha

Sabrina Sato está grávida de quatro meses de sua primeira filha
Sabrina Sato está grávida de quatro meses de sua primeira filha - reprodução Instagram

São Paulo

Grávida de quatro meses, Sabrina Sato diz não ter se decidido sobre sua participação no Carnaval de 2019. A apresentadora, que está noiva de Duda Nagle, se preocupa em sair na avenida apenas quatro meses após dar luz à sua primeira filha. 

"Mais uma questão para resolver na minha vida. Vão ser três, quatro meses do nascimento dela para o Carnaval. Tenho que resolver se vou aceitar esse desafio e continuar ou se vou dar um tempo do Carnaval", disse ela em um vídeo em seu canal do YouTube.

Tanto em São Paulo como no Rio de Janeiro, Sabrina Sato é uma das tradicionais musas do Carnaval Brasileiro. Na capital paulista, ela desfila como madrinha de bateira da Gaviões da Fiel, escola do grupo especial; na capital carioca, é rainha de bateria da Vila Isabel. 

Segundo a cantora, fazer uma pausa em 2019 pode ser um risco para a sua história na avenida. "Um tempo pode ser parar, porque quando você para, você é substituída. E quando é substituída, não volta, raramente acontece isso. Então, tenho que tomar essa decisão logo", acrescentou. 

Sabrina disse que, no entanto, tem vontade de desfilar no Carnaval do ano que vem e tem pensado em uma maneira de conciliar a maternidade, a amamentação e os postos como madrinha e rainha de bateria, respectivamente.

"No meu mundo perfeito, quero que ela nasça perfeita, eu amamente durante um ano, sei lá quanto tempo, e quero dar conta de sambar, levar ela comigo, eu e o Duda. Sambar e cuidar dela ao mesmo tempo."

No começo da gravidez, a apresentadora precisou ficar de repouso por ser uma gestação de risco. Sabrina disse ter sofrido com uma hemorragia e, na ocasião, achou que 'não tivesse mais jeito'. Liberada para voltar às gravações, ela diz que o trabalho está lhe fazendo bem.  

"Eu gosto tanto do meu trabalho, faço com tanto prazer que não se torna cansativo, faz bem para mim e para o bebê. No último ultrassom que eu fiz, a médica falou 'você melhorou tanto depois que voltou a trabalhar, está fazendo tão bem pra você'. Fiz um bom período de repouso por causa do descolamento [de placenta], mas agora estou me sentindo muito mais forte para continuar e trabalhar."

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem