Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

Tiago Abravanel diz não se ofender com piada no SBT: 'Família marqueteira'

Neto de Silvio Santos foi alvo de brincadeiras na emissora durante BBB 22

Tiago Abravanel Reinaldo Canato - 07.out.21/UOL

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Neto de Silvio Santos e herdeiro do SBT, Tiago Abravanel, 34, foi motivo de brincadeiras ao ser anunciado como um dos competidores do Big Brother Brasil 22 (Globo). Mas mais impressionante do que estrelar o principal programa do concorrente foi ele revelar que não tem uma relação próxima com o avô e suas tias.

"Não posso implorar para ser amado. Eu não posso mudar uma relação se ela não existe, não tem como mudar", afirmou em conversa com os brothers no reality. "Até me coloco em muita coragem em falar isso aqui em rede nacional, mas a verdade é essa. Não tenho uma relação com o meu avô e as minhas tias".

A família do lado de fora não comentou, mas aproveitou o desabafo para fazer piadas. No quadro Jogo dos Pontinhos (SBT), o humorista Alexandre Porpetone ganhou a função de parodiar o ator, com pijama e chupando o dedo, como ele fazia durante o tempo que ficou no BBB 22.

Mas quem pensa que Tiago se incomodou está completamente enganado. "Achei divertido e vi tudo com muita leveza. Tinha certeza que uma família de marqueteiros não deixaria passar a oportunidade de usar as coisas que aconteceram no BBB, e eu acho isso muito válido. Levei numa boa", contou ele ao F5.

E as brincadeiras foram várias. As redes sociais do SBT repercutiram a liderança do ator no BBB 22, assim como a emissora simulou uma festa de aniversário para ele com um Silvio Santos de papelão, em referência ao desabafo de Tiago de que o avô só tinha ido em sua festa no primeiro ano de vida.

Não foram só as brincadeiras do SBT que Tiago levou na esportiva. Piadas do CAT BBB, de Dani Calabresa, também não o fizeram esmorecer, mesmo com as insinuações de que ele não faria falta no reality. "Não vi nada que pudesse me deixar chateado. As brincadeiras fazem parte do programa", disse Tiago.

Mas tem uma coisa que deixou o ator cabisbaixo: não estar mais na vinheta de abertura do BBB 22 —por contrato, quem desiste do jogo some da apresentação dos brothers. "Claro que não é uma sensação boa, mas esse era o combinado. A escolha foi minha de sair do programa e não me arrependo dela".

"É uma experiência que vou levar para o resto da vida e não vai ser o fato de não aparecer mais na vinheta que apaga a história que vivi lá dentro", completa o artista, que admite não ter conseguido jogar o BBB da forma que acreditava que faria quando ainda acompanhava como expectador e fã do reality.

"Eu sempre fui muito fã do programa, assisti as edições anteriores e era louco pela dinâmica. Foi isso que me motivou a participar. Mas eu entendi que não sei jogar, imaginei que pudesse jogá-lo com eu achava que era possível", diz ele, que foi aos poucos perdendo as relações na casa, algo que sempre valorizava.

"Mas a minha saída foi um processo que fui decidindo aos poucos. Eu estava confuso com meus sentimentos e vinha há um tempo assim. Foi um processo mesmo para entender o quanto estar lá dentro estava me fazendo bem", avalia.

"Mas a minha decisão de apertar o botão foi um dia antes, de forma muito consciente. Arrumei minhas malas durante a festa sem que ninguém visse e aproveitei para ir me despedindo aos poucos. Foi muito bom tudo o que eu vivi, mas eu sabia que se ficasse mais lá dentro não iria fazer bem."

As semanas fora da casa já ajudaram Tiago a fazer um balanço sobre sua participação na atração. Ele diz que, se fosse hoje, talvez tentasse entrar de uma forma diferente, privilegiando o jogo e não apenas as boas relações e a paz na casa. Em certos momentos, o público pedia a ida dele ao Paredão como forma de punir o "retiro espiritual" que muitos diziam que ele promovia.

"Não me arrependo de nada o que fiz lá dentro. Talvez eu tivesse que entrar menos com o coração e mais com estratégia. Mas não me arrependo de como eu entrei, porque eu sou essa pessoa. Contei minha história lá dentro da maneira que eu sei contar, com o meu coração aberto."

Ao desistir em pleno domingo, dia em que ele estava cotado para ir ao Paredão, Tiago não deu a chance de o público julga-lo. Mas, segundo ele, mesmo que tivesse sido indicado pela maioria e saído pela votação popular não teria mexido com a sua autoestima. "O que estava me abalando era exatamente não conseguir jogar. Sair ou não pelo público acho que não iria mudar naquele momento", conclui.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem