Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

Snoop Dogg é processado por abuso sexual dias antes de show no Super Bowl

Rapper postou que 'chegou a temporada de caçadores de dinheiro'

Rapper Snoop Dogg é acusado de abuso sexual por dançarina nos EUA - Valerie Macon - 10.fev.22/ AFP
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Los Angeles
AFP

Uma mulher está processando o rapper americano Snoop Dogg, 50, a quem ela acusa de agredi-la sexualmente em 2013 na Califórnia. O processo foi aberto na quarta-feira (9) em um tribunal federal de Los Angeles.

A mulher, que permanece anônima, é descrita nos documentos judiciais como uma dançarina, modelo e atriz profissional, que trabalhou como dançarina por anos para Snoop Dogg e outros rappers.

Segundo sua versão, em 2013 ele teria concordado em se encontrar com o músico, a pedido de um colaborador próximo de Snoop Dogg, que sugeriu que seria "uma boa jogada para sua carreira".

A mulher acusa esse colaborador, Bishop Don "Magic" Juan (cujo verdadeiro nome é Donald Campbell), de levá-la para sua casa sem seu consentimento, forçá-la a fazer sexo oral e instiga-la a ir ao estúdio de Snoop Dogg sob pretextos profissionais.

Ela aceitou "na esperança de avançar em sua carreira". Lá, de acordo ela, o músico teria a obrigado a praticar sexo oral no banheiro e ejaculado em cima dela.

O processo chama Snoop Dogg de "predador" e o acusa de usar "sua posição de poder sobre ela, incluindo sua capacidade de contratá-la, demiti-la e garantir que ninguém a contrate na indústria novamente".

De acordo com o processo, ambos os lados tentaram, sem sucesso, chegar a um acordo por meio de mediação privada na última terça-feira (8). Segundo o TMZ, a dançarina pediu pouco menos de US$ 10 milhões (R$ 52,3 mi), demanda que teria sido rejeitada pelo rapper.

No dia seguinte, quando o processo foi aberto, o artista postou no Instagram: "Chegou a temporada de caçadores de dinheiro. Cuidado". Sem se referir a nada específico, a publicação inclui emojis de um saco de dinheiro, um rosto com expressão de suspeita, um policial e um juiz.

Representantes do rapper e de Campbell não respondem à solicitação de entrevista feita pela revista Rolling Stones. Ao TMZ, um representante do cantor afirmou que a dançarina entrou com o processo intencionalmente antes de sua apresentação do Super Bowl, esperando que ele fizesse um acordo.

Snoop Dogg se apresentará neste domingo (13) ao lado das estrelas do rap Dr. Dre, Mary J. Blige, Eminem e Kendrick Lamar no prestigiado show do intervalo do Super Bowl, a final do campeonato de futebol americano que este ano ocorrerá em Los Angeles.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem