Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

Tatá Werneck diz que dará tempo no Twitter após críticas sobre máscaras

Humorista foi atacada por se proteger para ir ao velório de Paulo Gustavo

Tatá Wernwck e o marido Rafael Vitti chegam para velório e cremação de Paulo Gustavo no cemitério Parque da Colina em Pendotiba, Niterói - Marcelo Sá Barretto/AgNews
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A humorista Tatá Werneck, 37, disse dará um tempo no Twitter após ser ridicularizada sobre a roupa e a proteção que utilizou para ir ao velório do ator Paulo Gustavo, que morreu na terça-feira (4) aos 42 anos. A apresentadora esteve presente ao lado de seu marido, o ator Rafael Vitti, 25.

“Gente vou dar um tempo do Twitter. Adoro ficar aqui conversando com vocês. Tem pessoas muito lindas e carinhosas aqui! Mas ver gente ridicularizando minha proteção, meu medo depois de perder um amigo e sobre a roupa que usei é difícil demais. Magoa muito quem já está magoado", escreveu a atriz no Twitter.

Tatá Werneck foi à cerimônia com duas máscaras, um escudo de proteção facial (faceshield) e uma roupa que disse ser fácil de tirar. Tudo com o objetivo de proteger a si mesma e a outras pessoas, segundo escreveu na rede social.

Sua postura foi ridicularizada por diversos internautas que diziam ser zelo em demasia. Em uma postagem, humorista se manifestou e rebateu as críticas. “Gente! Jura?? Querida! Enfia sua roupa composta no seu c*! Eu não estou conseguindo dormir, comer, roupa composta é teu rabo! Vai se arrumar para ir para as ruas festas clandestinas e me deixa em paz”, escreveu em resposta a uma internauta, que apagou a postagem em seguida.

A atriz era muito próxima a Paulo Gustavo. Enquanto o ator esteve internado, ela se manifestava frequentemente pedindo orações pela sua melhora.

O corpo do ator foi cremado em cerimônia restrita na tarde desta quinta-feira (6), no Cemitério e Crematório Alto da Colina, em Niterói, no Rio de Janeiro. Tatá Werneck foi uma das primeiras celebridades a chegar ao local, mas permaneceu por pouco tempo.

Também estiveram presentes no velório Preta Gil, 46, e seu marido, Rodrigo Godoy, 32, as atrizes Ingrid Guimarães, 48, Heloísa Périssé, 54, e Mônica Martelli, 52, a modelo Carol Trentini, 33, o comediante Marcus Majella, 41, o Padre Omar, além da mãe do ator, Déa Lúcia, e sua irmã, Ju Amaral.

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem