Celebridades
Descrição de chapéu Folhajus

Angelina Jolie relata violência doméstica, e filho testemunha contra Brad Pitt

Segundo site, atriz está disposta a apresentar provas

Brad Pitt e Angelina Jolie - Andrew Kelly -12.mai.2015/Reuters
São Paulo

O conturbado divórcio de Angelina Jolie, 45, e Brad Pitt, 57, ganhou um novo capítulo. A atriz entrou com um novo processo judicial contra o ex-marido, em que o acusa de violência doméstica.

Segundo uma fonte ouvida pela US Weekly, a avaliação do ator é de que a ação seria uma tentativa de Jolie para usar os filhos do casal como arma no tribunal a fim de permitir que ela possa tirar as crianças de Los Angeles sem a aprovação ou conhecimento dele.

"As crianças sofreram tantos traumas e isso está apenas aumentando, mas está fora do controle de Brad", afirmou a fonte, que nega que o ator tenha agredido os filhos.

O ex-casal tem seis filhos: Maddox, 19, Zahara, 16, Pax, 17, Shiloh, 14, e os gêmeos Knox e Vivienne, 12. O site The Blast noticiou que a Jolie está determinada a apresentar provas da violência, e que os filhos do casal também podem testemunhar no processo.

Segundo a US Weekly, Maddox já teria dado um depoimento contra o pai nos tribunais, e "não foi muito lisonjeiro". Além disso, de acordo com uma fonte ouvida pelo site, ele quer remover legalmente o sobrenome Pitt, e usar Jolie. A atriz não apoia essa decisão, diz a revista.

Na época do anúncio do divórcio do casal, em 2016, Brad Pitt foi acusado de agredir física e verbalmente Maddox. O incidente teria acontecido enquanto ele, a mulher e os filhos voltavam da França para Los Angeles em um jato particular.

Após ser investigado pelo Departamento da Criança e Serviço Familiar americano, o ator foi inocentado.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem