Celebridades

Gregorio Duvivier é absolvido em processo movido pelo vereador Fernando Holiday

Escritor citou suposta acusação de caixa 2 do vereador durante discussão no Twitter

Gregorio Duvivier apresentando o Greg News
Gregorio Duvivier apresentando o Greg News - Divulgação
São Paulo

O vereador de São Paulo Fernando Holiday (Patriota), 24, havia aberto uma ação de danos morais contra o escritor, humorista e jornalista Gregorio Duvivier, 34, por mensagens trocadas entre eles no Twitter.

Em decisão publicada nesta quinta-feira (14), a juíza Marcela Dias de Abreu Pinto Coelho, considerou o pedido do político improcedente. Ela entendeu que não houve "primazia entre o direito à honra, intimidade ou privacidade em detrimento da liberdade de expressão e de imprensa", segundo descrito no documento.

Em março de 2020, Duvivier escreveu uma mensagem citando o caso do ex-policial e atual vereador Gabriel Monteiro. O youtuber é um dos líderes do Movimento Brasil Livre (MBL) no Rio de Janeiro. Ele foi expulso da corporação após acusar, sem apresentar provas, o coronel Ibis, ex-comandante geral da PM, de ter conexões com a facção criminosa Comando Vermelho.

Monteiro foi reintegrado à PM, mas saiu da corporação para concorrer às eleições municipais do Rio de Janeiro.

Duvivier publicou: "Toda a solidariedade ao Coronel Ibis Pereira, um dos quadros mais sérios da PM, vítima de fake news do gado bolsonarista".

Holiday confrontou o escritor, que replicou: “Querido, claro que vale defender polícia! Inclusive aquela que deveria ter prendido você quando fez caixa 2 na sua campanha”.

O vereador, então, processou Duvivier pela acusação. No entender da juíza, a conversa foi apenas uma discussão política entre pessoas de diferentes ideologias. "Deve-se convir também que, ao participar ativamente da política, tornando-se uma figura pública, à frente de atos geradores de discussões, bem como ao se beneficiar da divulgação proporcionada pelas mídias, o autor está sujeito a ser criticado pelo mesmo meio, mas sem que se possa cogitar de dano moral."

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem