Celebridades

Pai de Luiza Possi segue internado na UTI com Covid, mas família comemora melhora

Cantora disse que estado passou de 'gravíssimo' para apenas grave

Luiza Possi e o pai Líber Gadelha, durante uma gravação do programa Altas Horas (Globo)
Luiza Possi e o pai Líber Gadelha, durante uma gravação do programa Altas Horas (Globo) - Marcos Mazini/Gshow

A cantora Luiza Possi, 36, foi uma das convidadas do programa Encontro (Globo) nesta manhã de terça-feira (29), e contou como tem sido sua experiência ao viver de perto o perigo da Covid-19. O pai da cantora, Líber Gadelha, 63, está lutando contra a doença desde o começo do mês.

"Ele já passou por todos os estados, estava no gravíssimo e agora, acho que por conta de sua vontade de viver, está no estado grave, e estamos comemorando isso", afirmou Possi durante o bate-papo com a apresentadora Patrícia Poeta.

Gadelha segue internado no Hospital Pró-Cardíaco, no Rio de Janeiro, e está na UTI. A cantora deu exemplo do pai para conscientizar os telespectadores. "A gente se sente imortal, acha que não vai pegar... Que o que está acontecendo com ele e com a minha família sirva de conscientização. Usem máscara", ressaltou.

No dia oito deste mês, Luiza Possi usou as redes sociais para noticiar o estado de saúde do pai. "Gente, meu pai está com Covid-19 em estado muito grave, como tantos outros milhares e eu garanto a vocês: é uma das situações mais tristes e desesperadoras que eu e minha família passamos", escreveu na publicação.

Recentemente, diversos famosos perderam a batalha contra o coronavírus, entre eles a atriz Nicette Bruno, que morreu aos 87 anos, Eduardo Galvão, no auge dos seus 58 anos, e o músico Paulinho, do grupo Roupa Nova, aos 68 anos. Todos vítimas da doença.

Apesar da dificuldade, Luiza Possi não perde a esperança em ver o pai recuperado. Através das suas redes sociais, onde soma mais de um milhão de seguidores, a cantora vem compartilhando mensagens positivas. "Ter fé e acreditar que tudo ficará bem. Este deve ser o pensamento de hoje, amanhã e sempre", escreveu.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem