Celebridades

José Mayer pode retornar aos palcos em peça de Aguinaldo Silva

Ator estaria se preparando para estrelar espetáculo do autor global

O ator José Mayer no coquetel de cerimônia do 2º Prêmio de Teatro Musical; no teatro Alfa em São Paulo.
O ator José Mayer no coquetel de cerimônia do 2º Prêmio de Teatro Musical; no teatro Alfa em São Paulo - Bruno Poletti 19.07.2016/Folhapress
São Paulo

Após quase três anos afastado, José Mayer, 70, pode retornar aos holofotes em peça de Aguinaldo Silva, 76. Segundo informações de Alessandro Lo-bianco, do A Tarde é Sua (RedeTV), o autor convidou Mayer para estrelar o espetáculo escrito por ele. 

O ator foi colocado na geladeira da TV Globo após acusações de assédio sexual, em 2017, e em seguida foi demitido da emissora. Recentemente, declarou que não tinha intenção de retomar os trabalhos tão cedo, mas parece que com a nova proposta, as coisas mudaram. 

Segundo o jornalista, Silva teria entregue a Mayer dois textos teatrais, um de autoria de William Shakespeare, para que o ele estude e retorne aos palcos. A retomada da carreira de ator se limita ao teatro, já que ele não teria projetos de voltar à televisão. A ideia do autor é que Mayer se prepare e, enquanto isso, eles possam buscar financiamento para a peça. 

Aguinaldo Silva saiu em defesa de Mayer desde que a figurinista Su Tonani o acusou de tê-la assediado. “Não há crime se não há queixa à polícia nem denúncia na Justiça, por isso, volta, José Mayer”, escreveu em seu Twitter. 

Na época, o ator estava escalado para a novela "O Sétimo Guardião", de autoria de Silva, mas foi afastado do papel pela Globo. A emissora disse que ele não teria um novo personagem até que o caso fosse resolvido, e logo depois Mayer teve o contrato suspenso após 35 anos de trabalho com a empresa. 

RELEMBRE O CASO

A figurinista Susllem Tonani relatou para a Folha um caso de assédio cometido por José Mayer em abril de 2017, durante os bastidores da novela das nove "A Lei do Amor". Tonani decidiu não levar adiante o inquérito contra ele.

Além de Aguinaldo Silva, outros famosos saíram em defesa de ator. Foi o caso de Betty Faria, que disse achar que foi um "carma espiritual pintar aquela piveta na vida dele".

Em 2018, o artista passou por uma doença rara e pela qual teve de ficar internado por 30 dias. Ele fez um tratamento contra granulomatose de Wegener, uma doença autoimune e rara, que não tem causa conhecida e pode atingir o pulmão, os rins ou as vias aéreas superiores.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem