Celebridades

Aaron Carter acusa irmã de ter abusado sexualmente dele aos 10 anos

'Quando ela estava sem medicação, fazia coisas que nunca pretendia fazer', diz

Aaron Carter
Aaron Carter - Instagram/Aaron Carter
São Paulo

O cantor Aaron Carter, 31, irmão de Nick Carter dos Backstreet Boys, acusou nesta quinta-feira (19) sua irmã Leslie, que está morta desde 2012, de ter abusado sexualmente dele.

"Minha irmã me estuprou dos 10 aos 13 anos de idade quando ela não usava seus medicamentos, e eu fui abusado não apenas sexualmente por ela, mas também pelas duas primeiras pessoas da minha equipe de dança, quando eu tinha 8 anos. E meu irmão abusou de mim a vida toda", disse Aaron através de um tuíte, referindo-se no final ao irmão Nick.

Ele disse ainda que Leslie sofria de bipolaridade e tomou Lítio para tratar a doença. "Ela nunca gostou do jeito que se sentia e, quando estava sem medicação, fazia coisas que nunca pretendia fazer, eu realmente acredito nisso".

Aaron afirma que passou os últimos 15 anos de sua vida fazendo terapia para tratar traumas provenientes dos abusos e estupros. Foi revelado recentemente que ele sofre de esquizofrenia e bipolaridade.

O portal norte-americano TMZ noticiou recentemente que seu irmão Nick entrou com uma ordem de restrição contra Aaron após ele ter feito várias ameaças a sua mulher, Lauren Kitt, que está grávida de seu segundo bebê. Aaron nega as acusações de ameaças e diz que jamais machucaria sua família.

"Me deixem em paz. Pelo resto da vida. Eu estou implorando, por favor. Eu não tenho visto vocês, e Nick, você fez bullying comigo a vida toda. E me torturou quando criança. E todo mundo sabe disso. Isso foi disponibilizado a público. E agora você está com medo da verdade", disse, mostrando um vídeo de uma cena do documentário da família, House of Carters, em que que Nick o empurra várias vezes.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem