Celebridades

Celebridades latinas dos EUA pedem 'brado contra o ódio' após ataque anti-imigrantes

Jennifer Lopez e Ricky Martin expressaram apoio à carta que lamenta massacre no Texas

A cantora Jennifer Lopez em Nova York
A cantora Jennifer Lopez em Nova York - Andrew Kelly/Reuters
Jill Serjeant
Los Angeles

As atrizes Eva Longoria, America Ferrara e mais de 200 outros artistas e líderes de direitos civis latinos publicaram nesta sexta-feira (16) uma carta de apoio à comunidade latina dos Estados Unidos após um ataque a tiros no Texas e operações anti-imigrantes no Mississippi.

Jennifer Lopez, Ricky Martin e Lin-Manuel Miranda expressaram apoio à carta, que pediu àqueles de fora da comunidade latina que “bradem contra o ódio”.

“Se você está se sentindo aterrorizado, arrasado e derrotado pela avalanche de ataques à nossa comunidade, não está sozinho”, afirma a carta dirigida à Querida Família Latina e publicada em New York Times, La Opinión e outros jornais.

A carta veio na esteira de um massacre no dia 3 de agosto em El Paso, cidade predominantemente latina no Texas, que deixou 22 mortos e que se acredita ter tido motivação racial, e da prisão de 680 pessoas em operações anti-imigrantes realizadas na semana passada em sete usinas agrícolas de processamento do Mississippi.

Ambos se seguiram a acusações de que o presidente dos EUA, Donald Trump, atiçou divisões raciais com sua retórica e sua repressão à imigração na fronteira com o México.

“Não seremos vencidos. Não seremos silenciados. Continuaremos a denunciar qualquer tratamento odioso e desumano da nossa comunidade. Exigiremos dignidade e justiça”, afirma a carta.

O texto pede que aliados da comunidade latina “bradem contra o ódio, contribuam com seus recursos às organizações que apoiam nossa comunidade e responsabilizem nossos líderes”.

Reuters
Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem