Celebridades

Aline Wirley ficou seis horas para fazer cabelo usado em The Four e diz que Rouge é 'para sempre'

Artista comenta experiência como jurada de novo reality da Record

Aline Wirley - Reprodução/Instagram/aline
Beatriz Vilanova
São Paulo

Aline Wirley, 37, fez muito sucesso nos anos 2000 como integrante da banda de mulheres Rouge. Agora ela retorna como jurada do reality musical The Four Brasil, na Record, trabalhando ao lado de Xuxa Meneghel, Leo Chaves e João Bôscoli.

Assim como a “rainha dos baixinhos”, a artista mudou radicalmente seu visual para o novo programa e aderiu às longas tranças. “Optei pelas tranças porque nunca tinha usado, foi a primeira vez”, conta a cantora que precisou ficar seis horas em casa, enquanto o cabelo era remodelado.

Achei que não fosse dar porque o meu cabelo estava curto”, revela.“Eu ‘tirei’ o cabelo há dois anos. Foi uma questão muito pessoal, muito íntima", lembra. “Já sentia uma vontade de mudar, de fazer uma coisa diferente. Sempre mudei muito, e junto com o The Four, tive essa oportunidade.”

A ex-Rouge também comentou sobre a nova pausa da banda, que foi criada em 2002 e manteve as atividades até 2006, ano em que anunciou a primeira pausa.

Em 2017, o grupo anunciou que voltaria a fazer shows com a formação original, em comemoração aos 15 anos de carreira. Mas, no final de janeiro de 2019, anunciaram uma nova pausa por tempo indeterminado. 

“A única coisa que é definitiva é que a Rouge é para sempre. Nós somos amigas, a gente pausou numa boa, sentou, conversou e se entendeu. A gente se ama muito e respeita muito os nossos fãs. Se não, a gente não teria voltado", diz.

No dia 1º de fevereiro, uma semana após a nova pausa, elas disponibilizaram o novo CD do grupo, "Les  5inq". Aline acredita que elas ainda deveriam divulgar o novo trabalho fazendo shows, mas que neste momento, cada integrante está focando em sua carreira.

“É só uma pausa. Daqui a pouco a gente vai comemorar 20, 50 anos, e enquanto a gente estiver viva, vai celebrar a história do Rouge, que é muito especial para cada uma de nós”, conclui.

Formada em artes cênicas, Aline disse que nunca pensou em fazer novelas, mas que “a arte pulsa” nela e que não sabe o que pode vir a acontecer. “Estou muito aberta, em um novo momento da minha carreira, então quem sabe?”

Ela disse que já recebeu convites para atuar, mas que não conseguiu conciliar as agendas. Na disputa pela artista, quem ganhou foi a Record.

“Quando recebi o convite, automaticamente passou na minha cabeça toda a minha história, que na verdade eu não esqueço em nenhum minuto. Só quem participa de um reality como esse, sabe o que uma oportunidade como essa significa”, diz. “Sei exatamente o que está no coração daquela pessoa.”

Aline diz que trata-se de uma disputa exigente e desafiadora, e que cada pessoa que subir ao palco do The Four Brasil deverá dar o melhor que puder, mesmo já tendo uma carreira formada. "Não aceito desafiante com falta de entrega", diz ela, que já foi até vaiada no programa. 

“Tem que deixar a sua assinatura, conquistar nós três para ir para a próxima fase do reality”, conta. “Não sou jurada, não sei melhor que ninguém. Sou uma artista buscando alguém que me encante verdadeiramente.”

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias