Carnaval

Xuxa diz que gostaria de cantar 'Lua de Cristal' em ritmo de Carnaval e faria playback em trio elétrico

Apresentadora ainda não assinou contrato para festa

Xuxa no Carnaval do Rio em 2017
Xuxa no Carnaval do Rio em 2017 - Iwi Onodera/UOL
São Paulo

No início de janeiro, foi divulgado que Xuxa, 55, poderia finalmente fazer a sua estreia no Carnaval de rua de São Paulo, levando paquitas e alguns de seus antigos sucessos. A apresentadora foi convidada pelo trio Sebah Vieira, que se apresentará no dia 9 de março com trio elétrico na região central de São Paulo.

No entanto, Xuxa ainda não assinou o contrato para participar da festa, segundo ela, por questões de segurança ainda não resolvidas. 

“Depois que eu tive uma série de problemas com os contratantes, a gente está mandando pessoas na frente para ver se o lugar é seguro, tanto para mim quanto para o público que vai lá me ver. Ainda não assinei por isso", disse. “Inclusive soube que a pessoa já estava divulgando para todo mundo que eu ia fazer, mas ainda não está assinado.”

Ela diz que, se assinado o contrato, provavelmente cantará uma música no estilo baiano e outra infantil. “Eu queria cantar ‘Lua de Cristal’ em ritmo de carnaval. Vai ser uma coisa inovadora que eu nunca tinha feito.”

Xuxa também diz que, por conta do problema que tem nas cordas vocais, precisaria sobrepor sua voz em outra. “Normalmente, trio elétrico é ao vivo. Você tem que botar a voz, e minha voz é muito pequena para eu tentar falar como público todo”, diz.

“Coloco três vozes. Sou colocada em três canais para que minha voz cresça e para que eu possa chegar ao som, por exemplo, da Ivete Sangalo, que tem um grave maravilhoso e pode falar com pessoas a metros de distâncias. Eu não tenho.”

Ela diz receber muitos convites para participar de trios elétricos, mas que precisa da ajuda de gravações, o que acaba prejudicando o evento para ela.

“Vontade eu tenho, mas não tenho condição de fazer o que as pessoas vão querer ver. E eu acredito que vou ser bastante criticada, porque vou fazer um trio elétrico com playback”, diz.

A apresentadora diz que o problema vem do fato de ela ter usado a voz por muitos anos sem aquecê-la, e que terá acompanhamento de uma fonoaudióloga para o The Four Brasil, novo reality show musical da Record que ela apresenta.

“Não faço aquecimento antes de entrar. Acho que quem faz é quem canta, e eu imaginei que não precisaria. Mas como eu uso bastante a minha voz, eu deveria ter feito”, diz. “Eu usei demais a voz, parei, e depois vim de novo usando demais. Essa batida na voz dá essa calosidade, uma folga na corda vocal, que dá essa rouquidão e nã deixa firmeza na voz. Teria que trabalhar isso, mas não significa que eu teria a minha voiz de 20 anos de volta.”

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias