Celebridades

Catherine Zeta-Jones diz que ficou devastada quando Michael Douglas foi acusado de assédio

Atriz faz desafabo durante entrevista ao jornal The Times

O ator Michael Douglas e a mulher Catherine Zeta-Jones durante cerimônia da Calçada da Fama, em Los Angeles
O ator Michael Douglas e a mulher Catherine Zeta-Jones durante cerimônia da Calçada da Fama, em Los Angeles - Chris Pizzello/Invision/AP

São Paulo

A atriz Catherine Zeta-Jones, 49, desabafou em uma entrevista ao jornal inglês The Times sobre as acusações de assédio sexual que o seu marido, Michael Douglas, 74, sofreu no início do ano.

"Eu e as crianças ficamos profundamente devastados com essas acusações", afirmou a atriz. 

Em janeiro deste ano, a jornalista Susan Braudy acusou Douglas de se masturbar na frente dela durante um encontro no fim dos anos 1980, quando ela trabalhava para a produtora dele. O ator divulgou uma nota negando o caso, mesmo antes que a notícia sobre a acusação tivesse sido publicada. 

“Essa mulher apareceu do nada acusando o meu marido", disse Zeta-Jones. "Eu tive uma longa conversa com ele e com as crianças  e disse a ele: 'Você entende se mais coisas como essa surgirem…'. Ele respondeu que não havia nenhuma história ali e que o tempo iria mostrar isso. E claro que sim. Não havia nenhuma prova", disse a atriz.

"Não havia nada para sustentar. Para qualquer acusação que não seja confirmada, o movimento retrocede 20 anos", avaliou a atriz sobre o #metoo

​​

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem