Celebridades

Juliana Paes confessa ser adepta da lingerie bege: 'Não vale a preocupação'

Atriz foi escolhida como a 'mais sexy do Brasil' pela colega Cleo Pires

Juliana Paes lança coleção de lingerie com a marca Triumph
Juliana Paes lança coleção de lingerie com a marca Triumph - Divulgação

Carolina Martins
São Paulo

Na noite desta segunda-feira (18), Juliana Paes marcou presença no evento Salão Moda Brasil, em São Paulo, onde bateu um papo com a Universa. A atriz, que recentemente foi nomeada como a “mulher mais sexy do Brasil” por Cleo Pires no Twitter, falou sobre a amizade e o “título” recebido.

“Ela é minha amiga, gente! Eu amei quando vi. O pessoal me mandou e eu falei: ‘ah, gente, a Cleo é de casa’. Mas a reciproca é verdadeira. Eu acho que ela é uma das mulheres mais sexy desse país”, disse.

Aproveitando o gancho sobre a amizade, Juliana comentou também sobre todo o bafafá por trás da lingerie bege —que se depender dela, está aprovadíssima!

“Eu acho que tem momento para tudo. Tem roupa que você tem que usar um nude, não cabe lingerie de outra cor. Nude é necessário, é preciso. Não vale a gente ficar se preocupando ‘será que hoje vai ter a hora H?’. Tem que se preocupar em estar bem e confortável. E aí, se por acaso, na hora H você estiver com um nude. Pelo amor de deus, gente! Nude é vida”, declarou.

“Conforme o tempo passa, ele está ficando mais lindo ainda! O Edu sempre foi um garotão carioca, surfista.  Tinha até o cabelo grande quando eu conheci, já era um gato. Mas agora ele virou um pai de família, cabelo grisalho começando a aparecer. Tô correndo atrás”, brincou ela.

E falando em homem bonito, a atriz relembrou seu encontro com George Clooney durante sua participação no 46º AFI Life Achievement Award, cerimônia cinematográfica que aconteceu em Los Angeles, nos EUA.

“Eu tenho meu próprio George Clooney, né? Quando você chega perto de uma estrela, que está acostumada a ver nos filmes, televisão, pensa: ‘que homem é esse!’ e quando você vê pessoalmente, ele é ainda mais lindo. Porque além de ter toda aquela beleza, ele é acessível, gente boa, sorri para todo mundo com quem fala e fala o que as pessoas querem ouvir. Sorte que o Edu tava comigo se não eu ia fazer a tiete e pular no pescoço”, disse.

Por fim, Juliana Paes relembrou ainda a “polêmica” envolvendo a cor do seu vestido no casamento de Ísis Valverde, onde muitos disseram que era branco e disputava atenção com a peça usada pela noiva.

“Gente eu fiquei dando risada com essa história. Eu estava com um rosinha claro, a pedido da noiva. Ela pediu tons claros”, comentou. “O casamento foi lindo, ela estava linda! Foi num sítio com uma aura bucólica.  Ela e ele estavam felizes da vida e emocionados. A barriguinha de grávida da Isis começando a aparecer (...) É tão lindo quando isso acontece genuinamente. Foi uma delícia! Eu saí de lá, o vestido que era rosa ficou meio marrom, de tanto que a gente dançou”, concluiu.

UOL
Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem