Celebridades

Dado deixa a prisão em São Paulo de madrugada, um minuto após liberdade concedida

Ator estava preso desde o dia 5 de fevereiro deste ano

O ator Dado Dolabella no dia de sua prisão, depois da Justiça do Rio expedir um mandado por falta de pagamento de pensão alimentícia
O ator Dado Dolabella no dia de sua prisão, depois da Justiça do Rio expedir um mandado por falta de pagamento de pensão alimentícia - TV Globo/Reprodução

Janaína Ribeiro
São Paulo

O ator Dado Dolabella, 37, preso há dois meses por falta de pagamento de pensão alimentícia, deixou a prisão na madrugada desta sexta (6), no 33° DP, em Pirituba, zona norte de São Paulo.

O delegado Leandro Marafon, que concedeu a liberdade ao ator às 00h desta sexta-feira, afirmou que os documentos de soltura já estavam prontos, e que Dado saiu logo em seguida. Marafon não soube informar quem acompanhou o ator na saída da delegacia, carceragem específica para prisão administrativa por não pagamento de pensão alimentícia. 

A Polícia Civil afirmou em nota que existe outro mandado de prisão em regime aberto, expedido pelo 3° Juizado de Violência Doméstica de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro.

“Após o vencimento do mandado de prisão de 60 dias, expedido anteriormente pela 1ª Vara da Família, da Barra da Tijuca, o mesmo será colocado em liberdade, já que o novo mandado não restringe sua liberdade.”

O novo mandado refere-se a um processo de 2014 quando foi condenado a dois meses e quinze dias de prisão por injúria e dano, após escrever xingamentos no carro da ex- mulher, Viviane Sarahyba.

Na segunda-feira (9), Dolabella deve se apresentar na 16ª Vara Criminal e também na Vara da Família, ambas no Rio de Janeiro. Na última, será feito um pedido de revisão dos valores em débito e vigentes com pensão alimentícia. Hoje, o ator antes de voltar ao Rio de Janeiro deve comparecer ao Instituto de Identificação Ricardo Gumbleton Daunt (IRGD), do Departamento de Inteligência da Polícia Civil de SP, para tirar seus documentos do cadastro de ‘Procurados’.

Para o advogado especialista em família e sucessões, Dr. Nelson Sussumu, o artista pode voltar a ser preso em uma hipótese de que o juiz da Vara da Família não aceite o pedido revisional dos valores a serem pagos de agora em diante. O ator terá de provar que teve uma queda salarial para que não acumule nova dívida, já que os R$ 196  mil devidos à mãe da criança não aferem mais em prisão, uma vez que já foi realizada. 'O que pode acontecer é um pedido de penhora de bens ou até mesmo 50% do salário dele', diz Sussumu

ENTENDA O CASO

O ator foi preso em 5 de fevereiro deste ano pelo não pagamento de R$ 196 mil em pensão alimentícia para seu filho, fruto do relacionamento com Fabiana Vasconcelos Neves. À época, o ator afirmou em coletiva que o valor da dívida estaria errado, já que não condizia com o salário que tinha. “Eu queria dar muito mais para o meu filho, que pai não quer?”. 

Dado é pai de três filhos, frutos dos seus relacionamentos com a produtora Juliana Wolfer, a publicitária Viviane Sarahyba e Fabiana Vasconcelos Neves.

Procurados, tanto a assessoria do ator quanto os advogados André Froes e Daniel Brandão, não retornaram aos pedidos de entrevista feitos pelo F5.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem