Celebridades

Maitê Proença afirma que Dilma Rousseff não estava preparada para ser presidente

Atriz disse que não teria votado na candidata 'para começo de conversa'

A atriz Maitê Proença durante entrevista para a Folha em janeiro de 2018
Maitê Proença foi convidada para o Mariana Godoy Entrevista desta sexta-feira (2) - Karime Xavier/Folhapress

São Paulo

Maitê Proença, 60, citou a presidência como um dos grandes cargos a serem ocupados por mulheres, mas discordou da eleição de Dilma Rousseff, dizendo que ela não estava preparada para a função.

"Eu não a teria colocado. Ela poderia ter sido efetiva em outras funções, mas ali, ela foi empurrada por um esquema que visava o futuro. Então acho que aquilo foi uma esparrela para ela e para o país."

A atriz ainda  falou sobre a pensão que recebe do governo desde o falecimento de seu pai, que trabalhava como desembargador. A pergunta foi selecionada via redes sociais no programa Mariana Godoy Entrevista desta sexta-feira (2).

Em resposta a uma internauta, a atriz alegou receber o benefício por conta de pagamentos de impostos que seu pai fez em vida. "Esse benefício que dizem que é de militar, meu pai pagou a vida inteira. Então está pago. Saiu do salário dele mensalmente. Foi um benefício pago específico para isto."

Maitê tinha apenas 12 anos quando sua mãe foi esfaqueada onze vezes pelo pai, que tinha ciúmes do professor de francês dela. A atriz foi questionada se deveria ou não abrir mão do benefício para ser um exemplo a outras pessoas. Ela respondeu dizendo que não precisa explicar como usa seus recursos financeiros.

"Não vou discutir o que eu faço da minha vida privada e como eu distribuo meu dinheiro. Ela não sabe se  faço caridade ou não, se eu pego esse dinheiro e dou para alguém. Eu prefiro fazer isso por conta própria do que dar na mão do governo." 

A atriz disse em entrevista à Folha em janeiro de 2018 que teve uma experiência negativa gravando a cena de uma personagem sendo morta pelo marido depois de uma crise de ciúmes. "Já sabia quando aceitei a personagem, mas reviver [cena parecida com a da morte da mãe] não é igual a pensar a respeito."

 

Sobre sua vida pessoal, a artista afirmou que gosta de mantê-la no particular, não compartilhando onde almoça nas redes sociais. "Nunca quis ser uma pessoa famosa. Sou mais introvertida e viajo para lugares remotos porque eu quero poder ir ao mercado e aqui não posso."

A atriz ainda afirmou não conhecer nenhuma mulher que nunca tenha sofrido assédio disse que a educação que os homens recebem é uma das grandes causas do machismo. "Eles foram criados para isso. Os pais criaram essa ideia, mas as mães também, por serem omissas, de certa forma, ajudaram a criar essa ignorância."

Apresentado por Mariana Godoy, o Mariana Godoy Entrevista vai ao ar às sextas-feiras, às 23h, pela RedeTV!.

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem