Celebridades

'Estou começando do zero', diz Thaila Ayala, focada em carreira internacional



Desde que deixou o Brasil em 2014, Thaila Ayala está determinada em construir uma carreira internacional. Há três meses, a atriz decidiu continuar a vida no exterior e "tentar a sorte no mercado americano". "Estou começando do zero", diz ela. 

Em entrevista à revista "GQ", Ayala comenta sobre seu primeiro trabalho no cinema americano, "Pica-Pau: O Filme", que estreia nesta quinta (5). "Foi bem desafiador, por ser quase tudo feito em chroma key [fundo verde], e um aprendizado enorme em todos os sentidos."

"Como é um filme infantil e por termos feito todos os tons em todas as cenas a pedido do diretor, houve menos margens para erros. Tive um mês para fazer a preparação, mas não poderia ter escolhido um primeiro trabalho internacional melhor", acrescenta ela.

Quando terminou o relacionamento de três anos com o ator Paulo Vilhena, Thaila Ayala disse que se sentiu muito invadida pela imprensa e, por isso, decidiu passar algum tempo longe do Brasil. "Tinha paparazzo me seguindo no portão de casa, então, pensei 'preciso sair daqui'".

Os três meses em Nova York se estenderam além do planejado: "Acabei ficando um ano inteiro na cidade para estudar atuação e inglês". Além do tempo que passou na maior metrópole dos EUA, a atriz rodou o mundo com outras gravações —que devem estrear no próximo ano.


"Vamos lançar "Zeroville", rodado em 2014 na Itália, em que interpreto uma prostituta. E também tem "The Pretenders", que deve sair em janeiro de 2018, em que faço uma top model psicopata". 

Atualmente Ayala vive em Los Angeles, na Califórnia. Sua rotina mostra seu comprometimento com a carreira internacional: "Segundas, terças e quartas faço aula das 8h à meia-noite, duas aulas de acting [atuação] e coaching de accent [treinamento de sotaque]. Quinta a sexta, inglês e mais aula de sotaque."

Em seu tempo livre, a atriz diz que não curte agitação: "Minha vida no momento é bem xoxinha. Não saio para nada, estou bem caseira, bem focada". E, quando não está investido em sua carreira, aproveita o visual da Califórnia. "No resto do tempo, vou fazer hiking em Santa Mônica e jogar volêi na praia".


Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem
[an error occurred while processing this directive]