Publicidade

"Minha relação com o 'Pânico' está tipo fim de namoro", diz Sabrina Sato

15/01/2014 - 19h55

Publicidade

ANAHI MARTINHO
DE SÃO PAULO

Sabrina Sato, 33, não esconde que parte da equipe do "Pânico na Band" está chateada com sua saída.

Após dez anos na atração, a apresentadora assinou contrato com a Record, onde terá um programa solo a partir de março.

Anunciantes desistem do "Pânico" após saída de Sabrina Sato
Humoristas do "Pânico" são proibidos de falar nome de Sabrina Sato, diz jornal

"Eu poderia ficar no 'Pânico' a minha vida inteira e eu seria feliz. Mas acho que eu precisava sair dessa zona de conforto", explicou ela, em entrevista ao "F5", durante evento de marca de tintura de cabelo nesta quarta (15), em São Paulo.

Divertida, Sabrina comparou a relação com a antiga equipe a um término de namoro.

"Tá meio igual fim de namoro, sabe? Mas eu falo com eles sempre no 'whatsapp' [aplicativo de troca de mensagens no celular], amo todos eles, tem gente que está muito feliz por mim. Os dez anos que eu passei no 'Pânico' foram os melhores anos da minha vida, sou muito grata".

Sabrina, que já tinha recebido propostas da Record e de outras emissoras, contou que só agora se sentiu segura para aceitar o desafio.

"A gente não tá errado em querer ir atrás dos nossos sonhos. Poderia continuar lá, tava ótimo, minha vida tava boa, ganhava bem. Mas acho que a gente tem que ter coragem de enfrentar as mudanças", justificou.

NOVA ATRAÇÃO

Sobre o novo programa, com estreia prevista para o final de março, ela ainda não deu muitas pistas, mas afirma que terá "sua cara".

A atração será de auditório e deverá ir ao ar aos domingos. A apresentadora preferiu não revelar quem será o diretor.

"Eu gosto muito de auditório, de plateia, de gente. Gosto de contar histórias. Quero ter um programa onde meus convidados fiquem à vontade, se sintam bem, como se fosse a minha casa. Minha casa vive cheia de gente", descreveu a apresentadora.

O novo programa não será humorístico, mas ela pretende dar um toque bem-humorado.

"Acho muita pretensão querer fazer um programa engraçado. Prefiro fazer um programa sem querer que ele seja engraçado, mas que, no final, acabe sendo."

Sabrina Sato, que antes de participar do "Big Brother Brasil 3" (2003) já foi bailarina do "Domingão do Faustão", também sonha em ter um balé no seu programa.

"Tenho vontade de fazer muitas coisas, mas na hora de colocar na prática não fica bem assim como a gente imaginou."

Sobre críticas, ela afirma não se abater.

"Se eu fosse ouvir o que as pessoas falam, nunca teria saído de Penápolis, nunca teria saído do 'BBB' e conseguido construir uma carreira na TV. A gente tem que escutar quem torce pela gente. Vou dar o meu melhor e quero muito que dê certo. Quando a gente quer muito uma coisa, acho que tem tudo para dar certo."

  • Últimas notícias 
  •  

gostou? leia também

  •  

Publicidade

resumo das novelas

Siga agora o F5 no Twitter

Livraria da Folha