Tony Goes

Estreia do Adnight desaponta na internet e no Ibope

Ah, as expectativas. Incrível como essas danadas moldam a nossa percepção das coisas.

Muita gente esperava, por exemplo, que o "Programa do Porchat" batesse de frente com a rigidez da Record e trouxesse uma versão adulterada do apresentador, conhecido pela irreverência de seus vídeos na web. E no entanto, Fábio Porchat se saiu bem, tanto em cena como na audiência.

Programa zero do 'Adnight' parece inspirado em teaser de 'late show' americano; compare

Thiago Stivaletti: Porchat dá de dez a zero em Adnet

Já para o Adnight o patamar de exigência era outro. Afinal, o talk- show de Marcelo Adnet é um produto da Globo, e vinha sendo preparado há um ano e meio. Além disso, sua estrela já se firmou como um nome forte na emissora, depois de três temporadas bem sucedidas do humorístico !Tá no Ar".

Por isto mesmo, a estreia do programa nesta quinta (25) frustrou os internautas. Nas redes sociais, o tom era de desaprovação. Muitos acharam que Adnet estava pouco espontâneo, engolido por um cenário gigantesco e contrarregras coreografados.

A escolha do convidado também não ajudou. Galvão Bueno é, no mínimo, uma figura polêmica, e alvo de gozações na internet desde que o bordão cala a boca, Galvão viralizou na Copa de 2010. Nem seu encontro no palco com o criador do meme, o blogueiro Mauricio Cid, rendeu as faíscas necessárias.

As brincadeiras com o locutor esportivo também não chegaram a empolgar, e o tom chapa-branca permeou a atração do começo ao fim. Exatamente o contrário do que faz o "Tá no Ar", que tira sarro da própria Globo.

A audiência tampouco reagiu bem. A minissérie "Justiça" entregou o horário com 23 pontos na Grande São Paulo, mas, uma hora depois, o Adnight já havia derrubado este número para 10. Pior: em seus últimos momentos, o programa chegou a perder para "A Praça É Nossa" (SBT).

O que aconteceu? Talento é o que não falta na equipe do "Adnight". Seus roteiristas vêm de sites e canais do YouTube, onde não costumam deixar pedra sobre pedra. E Adnet é Adnet: talvez o maior nome do humor brasileiro surgido na última década. Como se não bastasse, o moço ainda esbanja talento musical, o que lhe dá recursos para ser um showman completo.

Mas parece que a Globo resolveu, mais uma vez, falar de si mesma e voltar os holofotes para seu próprio elenco. Os próximos convidados são todos contratados da casa. Cadê os políticos, que tanto merecem ser zoados em rede nacional? Ainda mais num ano de eleição...

"Adnight" segue a linha dos novos talk shows americanos, cada vez mais show e menos talk. Mas, enquanto a linha editorial do programa não for mais mordaz, são descabidas as comparações com Jimmy  Fallon e similares. Por enquanto, parece uma variante mais cool do extinto "Casseta & Planeta", que só podia brincar com a própria emissora— mas não muito.

Tony Goes

tem 54 anos. Nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo desde pequeno. Já escreveu para várias séries de humor e programas de variedades, além de alguns longas-metragens. E atualiza diariamente o blog que leva seu nome: tonygoes.blogspot.com

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem