Renato Kramer

Amaury Jr. revela sentir falta do cheiro de lança perfume no Carnaval

O "Programa Amaury Jr" (Rede TV) mostrou nesta quinta-feira (4) alguns destaques do badalado Baile de Carnaval da Vogue 2016, ocorrido no último 28/01 nos salões do Hotel Unique (SP).

O apresentador apontou as máscaras mais vendidas até então para o Carnaval 2016: em primeiríssimo lugar vem a do Presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha. Em segundo a de Newton Ishii, o famoso "japonês da Federal" da Operação Lava Jato. Amaury reclamou que faltavam os óculos escuros na máscara, mas ouviu da produção que cada um que a usar deverá por os seus próprios.

Em terceiro lugar aparece a máscara da Presidente Dilma Roussef. "Ninguém merece!", exclamou uma convidada da festa. "Mas essa aqui todo o mundo vai aprovar", comentou Amaury ao anunciar a quarta máscara carnavalesca mais vendida: a do Papa Francisco. Em quinto ficou a do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa.

Entre as diversas celebridades que compareceram à festa, Amaury entrevistou a esfuziante atriz e roteirista Suzana Pires (a Janete de "A Regra do Jogo"), que caprichou no seu modelito inspirado no tema da festa (Pop África). Ela comemorou a sua participação na novela: "Eu sempre sonhei em trabalhar com o João Emanuel (Carneiro, autor) e com a Amora (Mautner, diretora) e agora esse sonho está melhor do que eu imaginei".

<> Galeria
Baile da Vogue 2016
Baile da Vogue 2016

Além de atuar, Pires revelou que já está escrevendo, ao lado de Júlio Fischer e Walter Negrão, a próxima novela das 18 horas da Rede Globo. "Você é atriz e escritora, como é que é esse cabo de guerra?", quis saber Amaury Jr.

"É um mostra, esconde, é um pensa e o corpo fala, é uma união de tudo", responde a atriz. E complementa: "É bom isso, é uma criatividade que tem que estar à flor da pele o tempo inteiro e eu faço questão de ter isso".

Sobre o que ela sente falta no carnaval, Suzana declarou que acha que as mulheres podiam investir mais na sensualidade. "Eu acho que a gente podia fazer um jogo diferente, a gente tá se encaminhando pra isso já, já... Eu estou!", concluiu.

Amaury confessou sentir falta do cheiro de lança perfume, mas ressaltou: "Não de cheirar, porque isso faz mal e mata, mas daquele odor de lança no ar", explicou. "É, menino? Aquilo me dá uma dor de cabeça!", retrucou a atriz.

E confidenciou sentir falta do confete e da serpentina: "Eu acho engraçado!". "Confete não existe mais ou nós estamos por fora?", perguntou Amaury. "Ah, podem lançar a qualquer momento um pacote de confete", encerrou Suzana Pires dando risada, com ar de quem estava mais era afim de curtir o seu bom Carnaval.

Renato Kramer

Natural de Porto Alegre, Renato Kramer formou-se em Estudos Sociais pela PUC/RS. Começou a fazer teatro ainda no sul. Em São Paulo, formou-se como ator na Escola de Arte Dramática (USP). Escreveu, dirigiu e atuou em diversos espetáculos teatrais. Já assinou a coluna "Antena", na "Contigo!", e fez críticas teatrais para o "Jornal da Tarde" e para a rádio Eldorado AM. Na Folha, colaborou com a "Ilustrada" antes de se tornar colunista do site "F5"

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias