Marcelo Arantes

Quem pode doar dignidade ao casal de ex-BBBs?

Há diferentes definições para trabalho.

Alguns defendem que é apenas uma atividade de obter dinheiro para sobrevivência. O trabalho é, contudo, uma forma de expressão, uma maneira de se relacionar com o mundo e contribuir com ele.

Seja para se reestruturar, comer ou apenas conseguir dinheiro para pagar assessores de imprensa que soltam notinhas inúteis sobre suas vidas, o fato é que ex-BBBs também precisam de trabalho, e muitos se viram como podem.

Na última semana, veio a público que Fernando Medeiros e Aline Gotschalg receberam doações de fãs para comprarem um apartamento. "Vamos montar uma casinha bem legal e vamos mostrar tudo para vocês. Está bem?" disse a ex-"sister", disposta a mostrar cada vez mais sua intimidade em troco de dinheiro. Ela finge que isso é trabalho.

Desde que terminou o "BBB15", o casal tem vivido de permutas e das chamadas presenças "VIPs", participações em eventos sociais com o objetivo de atrair atenção. Trata-se de uma carreira sem muitas perspectivas de progresso, pelo contrário, pois a imagem tende ao desgaste, e logo deixa de ter valor.

<> Galeria de Imagens
31872
Matéria importada do Spiffy News

A "empresária" dos dois, Gis Oliveira, conhece bem a realidade do mercado. Antiga agenciadora artística do também casal de ex-BBBs Adriana e Rodrigão, a quem deu trabalho por alguns anos, Gis foi acusada recentemente por estes de um calote de R$ 27 mil.

Como na maioria das questões envolvendo cachês, empresários e artistas (ou quase isso), há meias verdades nesse imbróglio. Além do esgotamento natural da imagem do casal Adriana e Rodrigão, dificilmente saberemos o que de fato aconteceu entre eles e a ex-empresária, mas é difícil dar crédito para quem acusa outra pessoa de tentar acabar com sua vida tendo ela própria se inscrito no "BBB".

Existe uma grande possibilidade de que o casal de ex-BBBs atual ignore a história natural vivida pelo antigo, e continue com a empresária até que não tenha mais valor de mercado e transfira para ela toda a responsabilidade do inexorável.

<> Galeria de Imagens
32046
Matéria importada do Spiffy News

O futuro escândalo certamente renderá algumas notas que podem vitimizá-los perante seus fãs e, quem sabe, a partir daí gerar novas doações de dinheiro como permuta pelo que restou de sua autoestima e vergonha na cara.

É a partir do trabalho que entendemos nosso lugar na existência, assumimos nosso papel e nos tornamos úteis para o sociedade. Enfim, o trabalho ajuda a definir quem somos nós.

Não há mal algum em assumir que a carreira artística ainda não decolou e está na hora de acordar cedo e chegar a tempo de bater o ponto para não vir desconto no salário por atraso ao final do mês. A dignidade manda lembranças.

Marcelo Arantes

Marcelo de Oliveira Arantes (@dr_marcelo_) é psiquiatra, mora em São Paulo e comenta o "BBB" há dez anos, desde que participou do "Big Brother Brasil 8". É autor de “A Antietiqueta dos Novos Famosos”.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias