Celebridades

Pai de três, Marcos Mion diz que filho caçula deve ser seu sucessor 

Para o apresentador Marcos Mion, 37, pai de Romeo, 12, Donatella, 8, e de Stefano, 7, é o caçula quem deve ser seguir seus passos. "Acho que naturalmente ele vai ser meu sucessor porque ele é muito espontâneo e engraçado."

Mion, que há 12 anos é casado com Suzana Gullo, falou a revista digital QUEM, do Grupo Globo, sobre paternidade, algo que "sempre quis".

"A lembrança mais remota disso foi quando assoprei as velas do meu bolo de aniversário de 16 anos e meu desejo foi: 'Eu quero ser pai antes dos 21', diz. O primogênito Romeo, entretanto, só veio quando o artista tinha 24. 

Nas palavras de Mion, o mais velho, que tem espectro autista, "é uma criança muito pura, de um amor incrível, de uma inocência arrebatadora". "Ele exige de mim que eu seja a minha melhor versão o dia inteiro", diz.

À publicação, Mions também diz que Donatella, única menina, é "grude". [Ela] dorme todos os dias até hoje no meu peito."

Em comemoração ao Dia dos pais, a revista realizou um ensaio especial com a família do apresentador. Nas fotos, eles aparecem com tinta em pó azul, cor escolhida por simbolizar o autismo. 


"Cada um com suas características, eles me preenchem, fazem a minha vida ter sentido, eles trazem grandiosidade, mágica para ela. Senão, minha vida seria ordinária, sem surpresas", disse à QUEM, que vai ao ar nesta sexta (11). 


Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem