Celebridades

'Perdi o marido, ganhei o prefeito', diz Bia Doria 

Bia Doria, mulher de João Doria (PSDB), prefeito de São Paulo, falou à revista "Caras" desta semana sobre uma possível candidatura do marido à Presidência em 2018. "O apelo existe, mas esta é uma outra etapa, outro momento".

Segundo Bia, a prioridade de agora é "pensar em São Paulo", uma cidade "grande e complexa". 

"Tenho de colaborar com ele, entender sua ausência em casa e contribuir com seu trabalho", disse a primeira-dama sobre a gestão do tucano, que completou seu primeiro semestre à frente da prefeitura. "Perdi o marido, ganhei o prefeito".

Recentemente, Silvio Santos sugeriu a Doria ter o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) como vice em uma possível disputa à Presidência em 2018. 

"Caras" acompanhou Bia a sua primeira viagem ao sertão nordestino. Em quatro dias, a mulher de Doria conheceu Paulo Afonso, na Bahia, percorreu parte de Sergipe pelo Rio São Francisco e visitou a Ilha do Ferro e a cidade de Piranhas, em Alagoas.

O passeio foi um convite da estilista Martha Medeiros, que possui projetos de assistência e capacitação de artesãos na região. Artista plástica, Bia também recolheu madeira para fazer uma nova escultura cujo intuito é leiloar.

'ME SINTO DO POVO'

Em 2016, Bia falou à revista "sãopaulo", da Folha, sobre a eleição do marido como prefeito de São Paulo — Doria ganhou no primeiro turno. 

"Sempre me senti uma Evita Perón, porque eu sou mais do povo, eu me sinto do povo", disse a artista, casada há mais de duas décadas com o prefeito eleito e mãe de seus três filhos. "Eu me dou muito bem com pessoas mais humildes. Às vezes é só um aperto de mão, às vezes elas querem um abraço. É tão pouco o que elas querem."



Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem