Celebridades

Brad Pitt fala pela primeira vez do divórcio e conta que parou de beber 

Em entrevista à revista americana "GQ Style", Brad Pitt, 53, falou pela primeira vez do divórcio de Angelina Jolie, 41. Os dois se separaram em setembro de 2016.

Sobre os seis meses que se passaram desde a separação, ele diz que foi um período de conhecer suas fraquezas e falhas e conquistar "o meu lado da rua".

O ator também declarou ter largado o álcool. "Eu não consigo me lembrar de um dia desde que eu saí da faculdade em que eu não estava bebendo, fumando maconha ou algo do tipo...", disse à publicação.

"Eu estou muito, muito feliz de ter colocado isso tudo para trás. Quero dizer, eu já tinha parado com tudo exceto a bebida quando eu comecei minha família. Mas mesmo nesse último ano, você sabe — coisas com as quais eu não estava lidando. Eu estava bebendo muito."

Pitt disse que amava vinho. "Eu poderia beber mais que um russo bêbado com sua própria vodca. Eu era um profissional."

Ele conta que começou a fazer terapia e que trocou o álcool por suco de cranberry com água com gás.

Brad Pitt na capa da revista 'GQ Style'
Brad Pitt na capa da revista 'GQ Style' - Reprodução/GQ

O ator disse que ele e Angelina Jolie  estão tentando resolver as questões legais amigavelmente e de maneira privada. E que no momento decidem como ficará a questão de suas visitas aos filhos Maddox, Zahara, Shiloh, Pax Thien, Knox e Vivienne.

Pitt também contou que no primeiro mês e meio após a separação, ficou dormindo na casa de um amigo até decidir ter um espaço só seu.

Questionado sobre como conseguiu passar os últimos seis meses e seguir adiante, Pitt respondeu: "A família em primeiro lugar. As pessoas em seus leitos de morte não falam do que conquistaram. Falam das pessoas que amam e dos seus arrependimentos".



Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem