Você viu?

Vocalista de banda gospel deixa grupo após afirmar que não crê mais em Deus

Jonathan Steingard estava na banda há 20 anos

Cantor Jonathan Steingard - Instagram/jonsteingard
São Paulo

Vocalista da banda gospel canadense Hawk Nelson, o cantor Jonathan Steingard anunciou que não tocará mais com o grupo por não crer mais em Deus. A decisão pegou os fãs de surpresa.

Em uma postagem na qual os quatro membros aparecem, Jonathan revela a decisão e explica ter pensado muito antes de comunicar ao público o que ele sentia.

Em um longo desabafo, o cantor disse que queria ser um ponto de equilíbrio e de encorajamento para que mais pessoas abrissem o coração e revelassem tudo o que desejam.

“Eu estive apavorado de postar isso por muito tempo, mas sinto que é a hora de ser honesto. Eu espero que esse não seja o fim da conversa, mas o início. Eu espero que isso seja uma forma de encorajar pessoas que talvez sintam a mesma coisa, mas que também tem medo como eu. Eu quero ser honesto. Quero ser transparente com todos vocês - e também estar com o coração aberto para mudar no futuro. Eu não estou buscando um debate - apenas uma oportunidade para compartilhar a minha história na esperança de tirar algo bom disso. Amo vocês”, disse.

Em outro trecho, afirma que não foi fácil escrever o texto para explicar o motivo da saída e que ele temia a rejeição. O desabafo faz ainda mais sentido já que Jonathan cresceu em uma casa religiosa como filho de pastor. De acordo com ele, o cristianismo esteve em sua vida desde que ele era pequeno. Mas que agora “não acredita mais em Deus”.

O artista disse temer pela continuidade de sua jornada como cantor. Ele preferiu dizer agora o que sentia por causa da pausa da banda pela pandemia do novo coronavírus. Outro temor que o músico deixou evidente foi o fato de algumas pessoas pensarem que ele sempre mentiu nas letras religiosas das músicas. Ele disse que sempre acreditou no que cantava e escrevia.

Jonathan se sentia incomodado com questões relacionadas a Deus, mas preferia apenas viver o que era imposto e sua casa. Agora, porém, confessa não poder mais esconder esse fato.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem