Você viu?

Prefeito de Petrópolis pede desculpas por ter criado 'concurso de beleza' para servidores

O prefeito de Petrópolis, Bernardo Rossi (PMDB-RJ)
O prefeito de Petrópolis, Bernardo Rossi (PMDB-RJ) - Reprodução/Facebook/Bernardo Rossi

O prefeito de Petrópolis, Bernardo Rossi (PMDB-RJ), sancionou uma lei para valorizar o servidor público mais bonito esteticamente do município, que fica na região serrana do Estado do Rio de Janeiro. 

Rossi criou o Dia do Servidor(a) Público Municipal Bonito Esteticamente. A medida, proposta pelo vereador Márcio Arruda (PR-RJ), foi publicada no "Diário Oficial" do município na última quarta (22).

O projeto define uma espécie de concurso para eleger o servidor mais bonito do município, que receberia o título no próximo dia 8 de dezembro. Embora não fosse definido o sexo dos competidores, a competição seria julgada por um júri composto por dez mulheres. 

A arrecadação com a venda de ingressos para o concurso, no valor de R$ 20 cada um, seria revertida e doada a três instituições de caridade --que não foram reveladas. O público do evento concorreria a três vales-compras, de R$ 100 cada um, para usufruir em lojas da cidade.

Câmara Municipal de Petrópolis sanciona lei do Dia do Servidor Público Esteticamente Bonito
Câmara Municipal de Petrópolis sanciona lei do Dia do Servidor Público Esteticamente Bonito - Reprodução/"Diário Oficial" de Petrópolis

Após a publicação no "Diário Oficial", a decisão gerou várias críticas na web, principalmente nas redes sociais. No Twitter, muitas pessoas compartilharam o print com o texto do projeto. "É uma prefeitura ou um filtro do Instagram?", comentou um usuário . "O dia do servidor público eficiente não existe por falta de candidatos", escreveu outro.

O prefeito Bernardo Rossi disse que se ateve "apenas ao cunho de incentivo às entidades assistenciais, com a arrecadação do evento revertendo para três instituições" para sancionar a lei. 

Frente às críticas do público, a Prefeitura de Petrópolis optou por revogar a lei nesta sexta-feira (24). "Publicamente, o prefeito Bernardo Rossi se desculpa com os petropolitanos e, em especial, com os servidores públicos pela sanção da lei que está sendo revogada pelo legislativo que instituiu um concurso de beleza", disse, em nota, a assessoria da administração pública.


Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem