Você viu?

Escritório do Papai Noel na Lapônia declara falência a 4 meses do Natal

O Papai Noel se tornou a mais recente vítima da crise econômica europeia a apenas quatro meses do Natal.

O escritório do bom velhinho na Lapônia declarou falência por causa de uma dívida de 140 mil libras (mais de R$ 780 mil) ao fisco finlandês, informou o jornal inglês "The Telegraph".

O lugar, que recebe anualmente a visita de milhares de crianças interessadas em ver Noel de perto, foi atingido pela queda de turistas gregos, espanhóis, italianos e, principalmente, russos, que costumavam ser maioria no local.

O escritório tem menos de uma semana para quitar o débito e uma campanha na internet foi criada para arrecadar o dinheiro, segundo a publicação.

Em um vídeo divulgado pela empresa no Facebook, o bom velhinho reconhece que seu negócio "enfrentou alguns problemas recentemente", mas diz que está confiante em uma solução.


O diretor Jarmo Kariniemi disse à agência Reuters acreditar que o simbólico lugar não será fechado, apesar do problema financeiro. "Podemos lidar com isso", afirmou.

O Escritório do Papai Noel é apenas uma das várias empresas com temática natalina na Lapônia. O lugar teve cerca de 300 mil visitantes no ano passado, com uma receita de aproximadamente 2 milhões de euros.

O conselho de turismo da Finlândia informou que, "embora haja incerteza sobre o escritório, a Vila de Papai Noel, onde ele realmente reside, não está sob ameaça".


Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias