BBB19

BBB 19: Rízia e Hariany são as primeiras a deixar prova que dará liderança e um carro ao ganhador

Carolina deixou a disputa após mais de 17 horas. Alan, Gabriela e Paula seguem na competição

Com uma roupa preta e divididos em dois grupos, participantes do BBB 19 estão em pé com uma das mãos amarrada num Fiat Toro, prêmio para quem vencer a disputa
Divididos em dois grupos, participantes do BBB 19 ficam de pé com uma das mãos amarrada num Fiat Toro, prêmio para quem vencer a disputa da prova de resistência - Reprodução/Globo
São Paulo

Rízia e Hariany foram as primeiras participantes do BBB 19 a deixarem a prova de resistência que começou na noite desta quinta-feira (4). Carolina também desistiu após aguentar mais de 17 horas. Agora, AlanGabriela e Paula seguem na competição disputando a liderança e um carro Fiat Toro.

Os "brothers" permanecem em pé com uma das mãos amarrada no carro, que foi colocado sobre uma plataforma que desliza até um próximo obstáculo que terá que ser enfrentado pelos participantes: um jato de água, lama, vento ou fogo. A escolha do elemento é feita pelo público por meio de enquetes no site GShow. 

A alagoana Rízia foi a primeira a deixar a prova depois com 11 horas de duração. Hariany aguentou um pouco mais: saiu depois de 14 horas. A loira saiu da prova, entrou na casa, e foi direto para o banho. Debaixo d'água, desabafou: "Desculpa mãe, desculpa!". 

Minutos antes de deixar a disputa, Carolina comentou com Paula que estava com dor na coluna e recebeu o conselho da sister de respeitar seus limites.  

Não haverá mais vetos e provas do anjo na competição. Além disso, os paredões serão duplos e as votações abertas até o final da competição, que acontecerá no dia 12 de abril.

O próximo paredão será definido nesta sexta (5) e a eliminação será no domingo (7), seguida por uma nova prova do líder e formação de paredão. O mesmo processo será repetido na terça-feira (9) e na quinta (11), última eliminação antes da final, serão conhecidos os três finalistas que disputarão o prêmio de R$ 1,5 milhão.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias