BBB18

'O que vocês acham sobre dar 'estalinho' na sua filha?', pergunta Ayrton a participantes do 'BBB 18'

Carinhos entre pai e filha da família Lima revoltou internautas 

Ayrton, o pai da família Lima
Ayrton, o pai da família Lima - Reprodução/ TV Globo

São Paulo

Após ser chamado, com toda a família Lima, para uma conversa com a produção no segundo andar da casa do "Big Brother Brasil 18" (Globo), Ayrton, o pai, quis saber a opinião dos outros participantes sobre o hábito de dar selinho em filha.  

"O que vocês acham sobre dar 'estalinho' na sua filha?", perguntou o patriarca a outros "brothers" nesta quinta (25). Segundo ele, que no seu primeiro dia de estadia na casa trocou um selinho com a filha, o hábito é comum na sua família. 

"Quando meus sobrinhos eram crianças, a gente dava selinho em todo mundo. Todos os tios faziam isso. Hoje, ainda nos beijamos no rosto e temos muito carinho", revelou. 

Para o integrante Lucas, a prática "é uma demonstração de amor". "Lá em casa, eu beijo meu irmão, ele me beija. Não selinho, mas temos muito amor", disse. 

A POLÊMICA

Nesta quarta (24), a polêmica envolvendo a intimidade entre Ayrton e a filha Ana Clara chegou até a produção do programa. 

No início da noite, os quatro membros do clã —que, além do pai e da filha, incluí a mulher, Eva, e o sobrinho, Jorge— foram chamados pela produção do programa no segundo andar da casa. As câmeras do local foram cortadas.

Pouco depois, de volta ao convívio com os outros 16 moradores e para as câmeras assistidas pelos telespectadores, de forma aparentemente descontraída, os integrantes falaram sobre o teor da conversa.

"Pra eles [direção do programa] terem chamado, realmente esse negócio do beijo deve ter dado alguma coisa. Eu só vou ficar preocupado se as pessoas inventarem coisas sobre mim", disse Ayrton. "Eu tenho várias amigas que têm esse costume, mas tem gente que não sabe, não conhece. Não quer dizer que as pessoas estão criando frenesia enorme sobre isso", afirmou Ana Clara.

 
Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem