Televisão

Jornalista que apresentará JN diz ter sentido alívio ao tornar pública sua homossexualidade

Matheus Ribeiro namora há oito meses com o capitão da PM, Yuri Piazzarollo

Matheus Ribeiro
Matheus Ribeiro, apresentador da TV Anhanguera, de Goiás - Divulgação
São Paulo

Matheus Ribeiro, 26, falou sobre o fato de ter assumido publicamente ser homossexual um mês antes de apresentar o Jornal Nacional. O jornalista conta que a decisão de vir a público falar sobre o tema foi decidida em comum acordo com o namorado, o capitão da PM, Yuri Piazzarollo, com quem está há oito meses. 

"É natural as pessoas terem curiosidade, mas houve situações que eu e Yuri achamos desrespeitosas. Alguns comentários envolvendo religião, Deus, dizendo que não éramos corretos. Sou um cara que tem uma fé muito viva. É preciso respeitar a liberdade religiosa. Estou muito bem com Deus. Ao postarmos aquela foto, nós tiramos o poder de qualquer pessoa de dizer maldades. Não tenho nada a esconder de ninguém. Isso me aliviou", disse em entrevista à revista Veja. 

Ribeiro falou ainda que no passado teve medo que assumir sua orientação sexual o prejudicasse profissionalmente, mas que ficou surpreso e feliz por isso não ter acontecido. "A TV Anhanguera, onde trabalho, e a Globo têm uma mentalidade aberta para valorizar as competências, a despeito de qualquer outra característica. A maior contribuição que posso trazer é mostrar meu trabalho sem me prender a essa questão pessoal. Para combater a homofobia, não preciso ser hétero nem gay: preciso ser apenas humano".

O jornalista se diz grato pela oportunidade de apresentar o Jornal Nacional e que espera representar muito bem os goianos. "Não sou um profissional com muitos anos de carreira. É algo que eu não imaginava que pudesse acontecer tão rapidamente na minha vida" diz Ribeiro, que estará a frente da atração no dia 9 de novembro. 

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem