Televisão

Ex-produtor ganha ação contra a Globo e diz que Faustão provocou fim de seu casamento

Conhecido como Renatinho, ele trabalhou na emissora por 14 anos

Faustão
Faustão está sendo processado por ex-assistente de palco - Globo
São Paulo

Um ex-produtor do programa Domingão do Faustão (Globo) ganhou parcialmente uma ação que movia contra a Globo há cerca de quatro anos. Renato Oliveira Cardoso, conhecido como Renatinho, alegava, entre outras coisas, que as inúmeras brincadeiras a que era exposto levaram ao fim de seu casamento.

Renatinho afirmou no processo, movido no Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região, que Faustão, 69, costumava brincar diante das câmeras chamando-o de “mulherengo”, “galinha” e dizendo que “se o marido da telespectadora não dava mais no couro, era só chamar o Renatinho”. 

Segundo o ex-assistente de palco, os comentários resultaram em brigas com sua ex-esposa. Um trecho do processo diz que “Faustão declarou ao vivo que Cardoso foi noivo por oito vezes, o que foi o estopim para o final do casamento do ex-produtor, sendo que a ex-esposa nem sequer ouviu suas explicações de que tais fatos jamais ocorreram”.

Segundo o processo, Cardoso teria tentado argumentar com Faustão sobre a situação, mas não foi atendido. “Ao tentar argumentar com o sr. Fausto Silva sobre o ocorrido, solicitando ao mesmo que não veiculasse sua imagem com tais afirmações, Faustão informou que tal situação não podia mudar, e caso ele não quisesse mais ser intitulado daquela forma que se afastasse do programa”.

Renatinho trabalhou na Globo por 14 anos, entre 1998 e 2012. Embora citado, Faustão não consta como réu nas ações trabalhista, movida apenas contra a Globo. A Justiça deu razão ao ex-produtor na questão das horas extras e acúmulo de funções, mas não foi no processo por danos morais.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem