Televisão

Ronnie Von é demitido da Gazeta e após duas horas recebe proposta: 'Não fico sem emprego'

Apresentador já negocia para ter outra atração noturna em TV aberta

 
Retrato do cantor e apresentador Ronnie Von durante gravacao do DVD de musicas americanas em estudio - Zanone Fraissat/Folhapress
Leonardo Volpato
São Paulo

Demitido nesta sexta-feira (19) da Gazeta, por volta das 15h, o apresentador Ronnie Von, 75, diz que não há motivos para lamentações. Duas horas depois do fim do programa ele conta ter recebido uma proposta para comandar uma nova atração, no período noturno, nos mesmos moldes que o Todo Seu em uma emissora de TV aberta. O destino ele guarda em segredo.

“Estou tranquilo, não vamos parar. Está difícil para todo mundo mesmo. Eu recebi uma hora atrás [por volta de 17h desta sexta] uma proposta de um projeto. Estamos negociando. Não vou ficar muito tempo fora do ar. Pela competência eu não fico sem emprego”, comenta Ronnie.

De acordo com ele, durante 15 anos ele ficou com “ouvido moco”, ou seja, surdo para novas propostas. E isso mudou radicalmente agora. “Só que antes eu tinha uma zona de conforto, mas agora não tenho mais essa zona de conforto. Entendo perfeitamente a Gazeta e em breve estarei no ar. As pessoas não vão deixar de me assistir. Minha paixão é a televisão. Foi de surpresa [a demissão], mas está tudo correto. Comercialmente estava difícil”, analisa.

Segundo Ronnie, até o final do ano esse projeto deve sair do papel. Ele revela ainda que não precisou ligar para ninguém: ligaram para ele. Trata-se de um programa novo e não algo que já exista. De acordo com ele, que guarda a sete chaves o que vem por aí, a atração não vai violentar seus princípios.

“No canal onde eu estava até hoje eu priorizava uma TV na qual as pessoas não precisassem ver pornografia, escatologia e sangue. O que sempre quis é fazer programa que ninguém tenha vergonha de assistir. Tem que ter informação, cultura, prestação de serviço e entretenimento sadio, música boa”, explica.

Por ter sido demitido nesta sexta-feira após o programa Todo Seu, ao vivo, após as 15h, Ronnie diz que não teve como se despedir. E que agora há muitos fãs o procurando e chorando por conta da saída dele. Ronnie faz questão de tranquilizar as pessoas.

“Essa coisa de ninguém se despedir é lugar comum na Gazeta. Acaba programa e ninguém se despede. Tanto que esperaram acabar o programa para me chamar para reunião. Essa recessão afeta muito a comunicação e eu entendo. Não podiam bancar meu salário. Tem muita gente ligando, está uma choradeira, um muro das lamentações. Mas tenham paciência que em breve eu volto”, comenta o apresentador.

Apesar de se dizer tranquilo, Ronnie ficou chateado por conta da demissão em massa de seus produtores. Ele também crava que a TV é o grande amor que ele tem, mais até do que a música, e que quer ficar bem velhinho fazendo isso. Junto com ele foi demitido o apresentador Celso Zucatelli, 46, após três meses com o De A a Zuca. “Vou fazer um esforço para levá-lo comigo [ao novo programa]”, conclui.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias