Televisão

MasterChef: Willian diz que levaria prêmio se votação fosse popular

Em segundo lugar, participante diz que era favorito

Rafael Gomes e Willian Peters disputam a final do MasterChef Profissionais
Rafael Gomes e Willian Peters disputaram a final do MasterChef Profissionais - Carlos Reinis/Band
Beatriz Vilanova
São Paulo

Chegou ao fim mais um MasterChef Profissionais, reality culinário voltado para chefs e apresentado pela Band. Após uma prova de mais de cinco horas, Rafael Gomes, com seus pratos clássicos e perfeccionistas, levou o aguardado prêmio  —o troféu MasterChef e R$ 200 mil, além de uma cozinha equipada pela Tramontina e R$ 1.000 em compras durante um ano. 

Em segundo lugar ficou Willian Peters, com suas criações mirabolantes que rendiam elogios e indignações dos jurados como "de onde você tirou isso?" e "nunca vi nada igual". Sobre sua colocação, Willian comentou ao final do reality que ficou chateado, mas que não teria feito diferente. "Arrasado, nunca. Minha trajetória foi boa, o que eu fiz foi foda".

Com forte torcida nas redes sociais, Willian disse que a final provavelmente seria diferente se tivesse votação popular. "Em todas as outras coisas, eu sou o preferido", disse. "Em todas as enquetes, era 95% [de votos] para mim". Apesar disso, ele reconhece que essa não seria uma votação justa porque não estava no reality para "ser bonitinho", e sim para cozinhar bem. 

Segundo ele, seu prato de entrada e sobremesas da última prova foram pontos decisivos. "Na primeira parte da prova, vi que reclamaram muito mais das minhas entradas do que das dele. Nos pratos principais, ele fez aquele pato da desgraça", brinca. 

"Meu polvo estava lindo, mas aquele pato dele foi uma técnica primorosa. E minha a sobremesa foi a minha loucura. Combinou com eu não ganhar o MasterChef. Mas não me arrependo, nunca."
Ele também reitera que o resultado depende sempre do paladar dos chefs, e que a final poderia ser diferente se houvessem outros profissionais como jurados. "A rebeldia e a loucura me definem mais que o MasterChef, mais do que ganhar a prova. Quando terminei, fiquei emocionado porque consegui imprimir a minha cozinha."

Para ele, estar no programa já o fez sair vencendo, uma vez que estava acostumado a trabalhar quase todos os dias, por muitas horas, recebendo um salário que ele descreve como baixo. 

Ele diz que tem projetos para viajar pela América Latina e abrir seu próprio restaurante, mas que por enquanto, já tem recebido algumas propostas e ido atrás de outras, e que pretende trabalhar mais com marcas e com a sua imagem pós-programa. "Caí no gosto popular, sou considerado um cara bonito", diz. "Nem tem porque ficar chateado."

Muitas vezes, Willian foi visto como o "mocinho" da história, o que faria de Rafael o "vilão". Sobre isso, ele apenas comentou: "Acho que escolheram errado o vilão. Mas não posso dizer quem é, o inominável." Ele confirmou que se deu muito bem com o oponente durante o show.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias