Televisão

Calabresa encena com Adnet retrospectiva cômica na Globo sobre fatos marcantes de 2018

Atração A Gente Riu Assim conta com sátiras, memes e paródias

Adnet e a Calabresa na atração A Gente Riu Assim
Adnet e a Calabresa na atração A Gente Riu Assim - Victor Pollak/Globo
Leonardo Volpato
São Paulo

O ano 2018 está chegando ao fim, deixando para trás muitos acontecimentos marcantes _às vezes difíceis, outras felizes. E para entrar em 2019 com bom humor, nada melhor do que rir daquilo que já passou, como se propõe a fazer a retrospectiva divertida A Gente Riu Assim, que vai ao ar nesta quinta (20), sob o comando dos humoristas Marcelo Adnet e Dani Calabresa, após a novela “O Sétimo Guardião”, na Globo. Os temas abordados são muitos, como eleições, Copa do Mundo e greve dos caminhoneiros. Tudo apresentado em cenas de paródias e comerciais, sem ordem cronológica. A supervisão artística é de Marcius Melhem.


“A direção da emissora pediu que fizéssemos algo com os melhores momentos do ano no humor. Então, resolvemos fazer no modelo retrospectiva e gravar algum material inédito para dar um sabor a mais”, diz Melhem.


Para rememorar e dar novo olhar aos fatos ocorridos, a emissora não economiza em seu elenco de comediantes nem em imagens de seus programas de humor, como Zorra, Tá no Ar, Escolinha e Choque de Cultura. Conteúdos novos e jornalísticos também serão exibidos.


“Esse programa vai ser muito divertido, porque vai juntar tipos distintos de humor com um elenco que eu considero o melhor”, diz Dani Calabresa. “Até poderia juntar todo o mundo e fazer um programa fixo!”, sugere.


Para Marcelo Adnet, o público pode criar alta expectativa para ver o resultado do trabalho da equipe.
“Foi um ano pesado, de muitos acontecimentos, e que passou rápido. Vamos tentar rir nessa retrospectiva. Acho que as eleições, apesar de tensas, trouxeram momentos bastante engraçados com seus personagens marcantes. Não é fácil fazer piada, mas é necessário”, diz.


Dani conta que tanto ela quanto Adnet permaneceram muito dispostos e ajudaram a criar os esquetes do projeto. “O Marcius é um amigo comediante maravilhoso e muito protetor. Ele me convidou para participar e sempre quis ouvir minhas opiniões, quis aproveitar as ideias, os improvisos.”


O próprio Marcius conta um pouco mais sobre como será a dinâmica do especial. “Assim como na retrospectiva original, teremos um casal apresentando, e os assuntos serão divididos por temas. A escolha desses assuntos obedeceu aos principais acontecimentos do ano. Não houve restrição a qualquer assunto, como todos verão. Da eleição de Bolsonaro ao drama dos meninos presos na caverna da Tailândia, tudo está lá.”


Melhem finaliza contando que o A Gente Riu Assim tem boas chances de voltar ao ar. “A retrospectiva do canal e esta que faremos são programas distintos, com abordagens diferentes. Em comum, ambos têm a preocupação com os fatos que importam aos brasileiros. A ideia é permanecer na grade todo fim de ano”, reforça. A tradicional retrospectiva da Globo, inclusive, está confirmada para o dia 28.

Se depender da química entre os atores e comediantes Marcelo Adnet e Dani Calabresa, o especial A Gente Riu Assim tem tudo para ser um sucesso. De acordo com a própria atriz, é mais fácil trabalhar com o colega de cena depois de tantos projetos que ambos fizeram juntos. Além de ter sido casada entre 2007 e 2017, a dupla atua junta na atual Escolinha do Professor Raimundo.


“Sempre tivemos uma sintonia especial fazendo comédia juntos, tanto nos palcos, em shows de stand-up, como nos programas de esquetes da MTV. O Adnet é um gênio. Para mim, não tem nenhum comediante com talentos parecidos com os dele. Sou fã de verdade”, afirma a comediante.


Para Adnet, também é uma honra trabalhar ao lado de Dani, e o fato de eles se conhecerem bem ajuda em cena. “Será ótimo. Sou fã dela e gostamos de trabalhar juntos”, conclui.

Se tem uma pessoa que conseguiu se realizar no ano 2018, Dani Calabresa diz ser ela. Além de ter participado e chegado à final do Dança dos Famosos, quadro do Domingão do Faustão (Globo), a atriz também dá vida à Catifunda da Escolinha do Professor Raimundo, no ar aos domingos. Na noite de quinta (20), apresentará o humorístico A Gente Riu Assim.


“Meu 2018 foi um ano feliz e muito emocionante. Eu me diverti trabalhando no Zorra e interpretando tantas personagens diferentes. Amo ser aluna da Escolinha. A Dona Catifunda é minha personagem feminina preferida desde a infância”, conta. “Além disso, no quadro mais transformador de todos, descobri que posso dançar”, comemora.


Apesar de todas essas realizações, a comediante revela que ainda tem muitos sonhos. “Posso estudar e me dedicar a fazer teatro musical. É um dos meus desejos. Aliás, eu adoraria ter a ajuda do [Marcelo] Adnet e do George Sauma para compor letras de músicas para peça, série ou filme musical. Alô, Marcius Melhem! Tem vaga na grade da Globo em 2019?!”, brinca, citando o amigo, supervisor artístico do especial de hoje.

Engana-se quem pensa que o programa A Gente Riu Assim, na Globo, tem intuito único de fazer rir. De acordo com o supervisor artístico, Marcius Melhem, a atração tem como ponto de partida levar o público a reflexões por meio da comédia.


“O humor tem a sua própria leitura dos fatos, sua forma de enxergar as questões e contribuir para o debate público. Nossa missão é questionar, provocar e, é claro, brincar com tudo o que interessa à sociedade”, diz.


E os temas usados para isso são os mais diversos possíveis. Há esquetes sobre a eleição presidencial deste ano, que elegeu o candidato Jair Bolsonaro (PSL), além de outras que envolvem o papa Francisco e até o ditador coreano Kim Jong-un. Tudo, portanto, pode virar piada. “A gente quer mostrar que o bom humor predomina e que dá para brincar com muita coisa”, complementa Dani Calabresa.

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem

Últimas Notícias