Televisão

'Espelho da Vida' reúne veteranos em humor simples que satiriza a profissão de ator

Vera Fischer, Evandro Mesquita e Luciana Vendramini contracenam em filme fictício no folhetim

Luciana Vendramini, o Evandro Mesquita e a Vera Fisher fazem um trio de humor da novela 'Espelho da Vida'
Vera Fisher, Evandro Mesquita e Luciana Vendramini fazem um trio de humor da novela 'Espelho da Vida' - Montagem

Beatriz Fialho
São Paulo

Atores na vida real que interpretam atores na ficção: a situação, por si só, é cômica, mas ganha ainda mais destaque quando os veteranos Vera Fisher, Luciana Vendramini e Evandro Mesquita entram em cena como Carmo, Solange e Emiliano.

Eles são atores convidados por Alain (João Vicente) para integrar o elenco do filme sobre Julia Castelo (Vitória Strada) e vão balançar a rotina da pacata cidade de Rosa Branca.

Carmo e Solange são duas atrizes conhecidas do público, mas que estavam afastadas dos holofotes. Ambas disputam o título de diva: de um lado, uma atriz das antigas e cheia de frescuras; do outro, uma atriz que fez muito sucesso e quer voltar à ativa.

Emiliano chega para colocar fogo na confusão. Afastado do Brasil, morou no exterior por quase 15 anos, fugindo de um desentedimento com a ex-mulher --que, por acaso, é Solange. No filme, eles serão marido e mulher.

“Rolou um escândalo muito forte sobre o relacionamento deles e ele teve que sair do país. Quando foi convidado para fazer o filme, não sabia que ia encontrá-la! Isso vai dar pano pra manga!”, comenta Mesquita, 66.

Conhecido por ter feito diversas séries humorísticas na globo como “A Grande Família” (2006-2014) e “Escolhinha do Professor Raimundo” (2015-2018), Mesquita afirma que o clima bem humorado acompanha o grupo desde o começo das gravações do folhetim dirigido por Pedro Vasconcelos. “Minha primeira cena já foi cômica. Gravei com a Vera e com o João Vicente, foi naturalmente engraçado”.

A novela também marca o retorno de Fischer, 66, para as telinhas. Afastada desde “Salve Jorge” (2012), quando interpretou a dona de uma boate, a atriz diz ter se sentido muito confortável com a equipe e se divertido com o parceiro de cena. “O evandro é muito engraçado, eu morro de rir quando a gente grava. Tudo o que ele fala, seja como o personagem ou fora de cena, é cômico”, comenta ela.

Na trama, Carmo e Solange trocam farpas, indiretas e se alfinetam a todo tempo. “São situações de humor, muito leves. Falamos coisas ridículas umas pras outras, elas se provocam mas não se largam”, explica a ex-Miss Brasil.

Na vida real, as duas atrizes são amigas e publicam fotos constantemente em suas redes sociais. “A Vera é uma luz na minha vida”, escreveu Vendramini em uma publicação no seu Instagram, em homenagem à parceira de cena.

Vendramini, que estava na Record e atuou em “Escrava Mãe” (2016), retorna para a Globo depois de 14 anos. A novidade, para ela, é a mistura de narrativas dentro da trama. “No começo, foi confuso. Tínhamos que separar direitinho o que era ensaio, o que era a atriz, o que era passado e o que era presente [...] Fora isso, tudo é muito divertido!"

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem