Televisão

Em 'Orgulho e Paixão', Cecília mostra a sua bondade e pede para ser internada

O marido Rômulo a acompanha até a porta da casa de repouso

Cecília (Anajju Dorigon) se despede do marido, Rômulo (Marcos Pitombo), no dia de sua internação
Cecília (Anajju Dorigon) se despede do marido, Rômulo (Marcos Pitombo), no dia de sua internação - Paulo Belote/TV Globo

Descrição de chapéu Agora
Leandro Vieira
São Paulo

A personagem Fani (Tammy di Calafiori), vilã da novela das seis "Orgulho e Paixão" (Globo), continua determinada em sua missão de separar o casal Cecília (Anaju Dorigon) e Rômulo (Marcos Pitombo).

A malvada se fantasiou de Josephine (Christine Fernandes), a mãe de Rômulo que já morreu, para atazanar a pobre Cecília. Fani, que há tempos atormenta a jovem, conseguiu fazê-la acreditar que ela está mesmo louca e precisa ser internada em uma casa de repouso.

"O suposto fantasma da Josephine diz a ela que o Rômulo morreu. Com isso, ela não vai mais ver sentido na vida e vai pedir para se tratar", diz Anaju.

Cecília verá, depois, que o marido está vivo, mas ainda sim convencerá a família de que não pode mais conviver com as pessoas. E, já nesta noite, ela será internada. "Ela percebe que não tem mais capacidade de perceber o que é realidade ou não. Ela chega a atear fogo em um quadro de Josephine, como forma de vingança."

Anaju ressalta que esse pedido, por mais estranho que possa parecer, mostra o lado bondoso da moça. "Em nenhum momento a Cecília tem essa ideia por causa dela mesma. Ela percebe que, do jeito que está, pode prejudicar outras pessoas, e prefere se isolar", afirma a atriz.

A jovem, no entanto, não ficará totalmente isolada. O amor de sua vida, Rômulo, estará a seu lado. "Ele não a deixará sozinha em nenhum momento. Rômulo sabe que o que a Cecília está passando não é mentira e que ela está de fato perturbada. E não vai abandoná-la."

Ele, inclusive, chega a acompanhá-la até a porta da casa de repouso no dia da internação, em uma cena emocionante. "O que eles vivem é muito bonito. É um amor puro e verdadeiro, e ele será o melhor companheiro que ela poderia ter. Os dois viverão juntos o processo da Cecília e ele vai ajudá-la a vencer esse problema", diz Anaju.

RECUPERAÇÃO DE CECÍLIA

Rômulo (Marcos Pitombo) será o ponto de luz que Cecília (Anaju Dorigon) precisa para recuperar a sua sanidade. No entanto, a jovem terá mais uma ajuda para se recuperar do surto que a fez confundir ficção e realidade: a do famoso detetive Sherlock Holmes.

"Ela, que é fã de leitura, vai ganhar um livro com histórias do detetive. Essa leitura fará com que ela perceba que não é uma mera coitada. Pelo contrário. Ela enxergará que pode resolver muitas tramas que estão à sua volta", diz Anaju.

A casa de repouso onde Cecília está internada não permite livros. A edição de Sherlock Holmes entra no local contrabandeada pela irmã dela, elisabeta (Nathalia Dill). "Ela vai entregar o livro a Cecília e vai dizer que essa leitura ajudará a desvendar os mistérios que há na cabecinha dela", diz a atriz.

A distância que ela terá da vilã Fani (Tammy di Calafiori) também vai ajudar. "Como em todo processo psíquico, ficar longe do problema ajuda a entender o que aconteceu. Cecília vai começar a perceber que não é a culpada pela situação",  afirma Anaju. Cecília sairá da casa no capítulo da próxima quinta (31).

Agora
Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem