Televisão

Após rescindir contrato com a Globo, Juninho Pernambucano viaja aos EUA de férias

Ex-jogador vai visitar a filha, que mora em Los Angeles

Juninho Pernambucano quando atuava como comentarista esportivo da Globo
Juninho Pernambucano quando atuava como comentarista esportivo da Globo - João Cotta/Globo

Erramos: esse conteúdo foi alterado

Sarah Mota Resende
São Paulo

O ex-jogador Juninho Pernambucano viajou para os EUA, nesta segunda (7), após rescindir seu contrato com a Globo. Segundo a assessoria do ex-atleta, a decisão de encerrar o contrato foi dele e não houve pagamento de multa. 

Juninho ficará nos EUA por um "período sabático, de férias, por 20 dias", de acordo com sua assessoria, para descansar e pensar no que fazer quando retornar ao Brasil. Nos EUA, ele se hospedará em Los Angeles, na casa da filha Giovana, de 23 anos, que está grávida de poucas semanas. 

Embora a rescisão do contrato venha em momento polêmico depois de o jogador afirmar, ao vivo, que setoristas que cobrem esporte "ganham mal", a assessoria de Juninho diz que ele tomou a decisão de encerrar o contrato com a Globo para ficar mais perto da filha nesses primeiros momentos de gravidez. 

O CASO

No dia 27 de abril Juninho Pernambucano falava sobre os ataques da torcida do Flamengo ao clube quando citou a imprensa. "Os setoristas são muito piores hoje em dia, infelizmente. Eu sei que ganham mal, mas cada um tem o caráter que tem", disse durante o programa Seleção, da SporTV. 

Pouco depois, no mesmo dia, André Rizek, apresentador do programa, leu ao vivo uma nota assinada pela direção de jornalismo do SporTV.

"A opinião dos comentaristas aqui no programa e em qualquer programa é sagrada e será sempre respeitada, mas não reflete, necessariamente, a opinião do SporTV. Hoje mais cedo, Juninho criticou severamente os repórteres que cobrem o dia a dia dos clubes, que são chamados de setoristas no jargão jornalístico. O SporTV não concorda com a opinião nem com a generalização. Há bons e maus profissionais em todas as categorias. Temos mais de 30 setoristas trabalhando hoje, no Grupo Globo, e eles recebem aqui nossa confiança e solidariedade. [...] Isso não quer dizer que Juninho não tenha direito a sua opinião que é, e continuará sendo livre, mas é importante fazer esse registro", dizia o texto. 

ERRAMOS: O conteúdo desta página foi alterado para refletir o abaixo

Primeira versão deste texto grafou a palavra rescindir incorretamente como reincidir

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem