Comic Con

Diretor de Harry Potter afirma que pode fazer sequência de 'Gremlins'

Chris Columbus também fala de 'Crônicas de Natal', da Netflix

O diretor Chris Columbus com o mediador, o desenvolvedor Érico Borgo
O diretor Chris Columbus com o mediador, o desenvolvedor Érico Borgo - CCXP/ I Hate Flash

Fabiana Schiavon
São Paulo

No primeiro painel da Comic Con, o diretor Chris Columbus afirmou que ficou extremamente nervoso quando foi escalado para fazer os primeiros da franquia de Harry Potter: "Harry Potter e a Pedra Filosofal" (2001) e "Harry Potter e a Câmara Secreta" (2002). Ele também comentou sobre uma possível sequência de 'Gremlins'.

"Fiquei muito nervoso porque poderia estar arruinando toda a criação de J.K. Rowling [autora dos livros]. Quando a encontrei na primeira reunião, eu me deparei com uma pessoa agradável e generosa, e percebi que eu imaginava o filme da mesma forma que ela", contou o diretor durante participação da CCXP, que acontece desta quinta (6) até domingo (9) no Expo São Paulo. 

Diretor de clássicos como "Goonies" (1985), "Gremlins" (1985), e sucessos como "Esqueceram de Mim" (1990) e "O Homem Bicentenário" (2000),  Columbus afirmou que não continuou na direção da saga por questões familiares. O americano e sua família não queriam viver na Inglaterra ou ficar indo e vindo de um país ao outro. A saga teve oito filmes, lançados ano a ano, sem intervalo.

O mais recente projeto de Columbus é a produção do filme "Crônicas de Natal", disponível na Netflix.  Com Kurt Russell como Papai Noel, o longa narra a aventura dos irmãos Kate (Darby Camp) e Teddy (Judah Lewis) que, após causarem um acidente tentando filmar o lendário velhinho, se juntam a ele para salvar o Natal de milhões de crianças.

"Tive três grandes experiências com atores na minha vida, e com Kurt foi uma delas. Ele é um ator incrível e único. Infelizmente, algumas vezes, ele é subestimado, não sei o porquê”, diz o diretor citando Robin Williams, que protagonizou “O Homem Bicentenário” e John Candy, morto em 1994, de “Esqueceram de Mim”.

Columbus falou sobre a magia de poder trabalhar com crianças. "Elas ainda não foram estragadas pela indústria do entretenimento, então elas trabalham com mais naturalidade, como foi com Macaulay, em 'Esqueceram de Mim'." Ele afirmou ainda que a atriz mirim Darby Camp terá um futuro brilhante: "Ela será nossas próximas Jodie Foster ou Meryl Streep".
 
Com poucos efeitos especiais e muitas cenas cômicas, Chris Columbus contou que os atores que fizeram os bandidos da série de filmes "Esqueceram de Mim" mereciam ganhar o Oscar do tanto que sofreram na mão do pequeno Kevin (Macaulay Culkin).

"A cena em que Daniel Stern [o Marv] escorrega pela escada foi horrível de assistir. É sempre recomendado que o ator se proteja, mas ele fez de um jeito que ninguém conseguiu rir no set. Todos nós achamos que ele estava morto, mas ele levantou dizendo que estava tudo bem", brinca o diretor. 
 
Grande fã dos heróis da Marvel quando criança, Columbus disse que se afastou desse universo por motivos claros. "Quando assisti ao 'Poderoso Chefão', eu comecei a querer saber quem estava por trás daquilo, e vi que eu deveria ser um diretor de cinema. Minha família era de trabalhadores de fábrica, mas eu teria morrido se tivesse de ir para lá."

Chris Columbus revelou que demorou a entender a importância que "Goonies" teve em sua carreira. O filme infantojuvenil não foi sucesso de bilheteria na época em que foi lançado. "Os anos se passaram e sempre que um fã meu que está na casa dos 40 anos ou mais dizia qual era seu filme favorito, eu esperava que ele dissesse "Esqueceram de Mim", mas ele dizia 'Goonies'", conta o diretor. "Até tentei fazer uma sequência, mas não achei possível criar algo que fizesse sentido atualmente", completa.

Um dos filmes mais populares dos anos 1980, "Gremlins" pode ter uma nova sequência. Columbus afirmou que a sequência de Gremlins deve ser produzida com a mesma técnica dos dois primeiros longas. Ainda não há previsão de quando o filme deve ser lançado. 

"Na época, não havia tantos efeitos visuais, e tudo o que usávamos era o stop-motion [técnica de animação quadro a quadro que era novidade na época]. E quero continuar assim, fazer um filme como se estivéssemos na década de 1980." 

Final do conteúdo

Últimas Notícias

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem