Nerdices

Peter Quill, o Senhor das Estrelas, é bissexual em nova edição de 'Os Guardiões da Galáxia'

Chris Pratt, que vive papel em filmes, é ligado a igreja considerada anti-LGBTQ+

O ator Chris Pratt no papel de Peter Quill - Divulgação
São Paulo

A Marvel Comics confirmou que Peter Quill, também conhecido como o Senhor das Estrelas em "Os Guardiões da Galáxia", é bissexual. Nos cinemas, o personagem é interpretado por Chris Pratt, 41, que na vida real é ligado à Hillsong Church, considerada por muitos anti-LGBTQ+, algo que o ator nega.

Quill vai aparecer como um homem que se relaciona com homens e mulheres na edição de número 9 dos quadrinhos da série, que ser lançada neste mês, segundo o site Screen Rant. Na trama, ele vai ter um relacionamento com Aradia e Mors, dois humanóides de pele azul que não acreditam em monogamia.

Inicialmente, ele vai recusar as investidas do casal e explicar que ainda tem esperanças de voltar para casa e retomar o namoro com Gamora (vivida por Zoe Saldana nos cinemas). Após 12 anos sem retornar para casa, ele afirma: "Vocês são minha casa". Os três, então, se abraçam.

Ainda de acordo com a publicação, o relacionamento entre o trio dura mais de 100 anos. Porém, por outras circunstâncias, ele acaba tendo que voltar para sua realidade. "Só não se esqueça de nós, estranho", pede Aradia". "Só não esqueça."

Ainda não há indicação de que a história vá ser explorada no cinema. O personagem foi criado em 1976 por Steve Englehart e Steve Gan, e apareceu pela primeira vez na quarta edição da "Marvel Preview". Híbrido entre humano e extraterrestre, ele foi abandonado na Terra pelo pai e tem participação em boa parte dos eventos cósmicos do universo da Marvel.

Esta não é a primeira história LGBTQ+ introduzida no universo dos quadrinhos pelo autor Al Ewing. Também foi ele quem criou a história que tinha os personagens Hércules e Marvel Boy se beijando durante uma batalha.​

Final do conteúdo

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem