Aviso
Este conteúdo é para maiores de 18 anos. Se tem menos de 18 anos, é inapropriado para você. Clique aqui.

Celebridades

Chris Pratt rebate Ellen Page sobre igreja anti-LGBTQ: 'Nada poderia ser tão distante da verdade'

Ator disse que sua igreja abre as portas para todos

Ellen Page e Chris Pratt
Ellen Page e Chris Pratt - Divulgação
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Chris Pratt usou o Instagram nesta segunda-feira (11) para rebater as acusações feitas pela atriz Ellen Page sobre sua igreja, Hillsong, ser contra a comunidade LGBTQ.

"Recentemente, foi sugerido que pertenço a uma igreja que 'odeia certos grupos de pessoas'. Nada poderia ser tão distante da verdade. Eu vou a uma igreja que abre as portas para todos", escreveu o ator.

Pratt ainda disse que não é porta-voz de nenhuma religião ou comunidade, mas que a igreja foi essencial durante o seu divórcio. "Nós precisamos de menos ódio no mundo. Eu sou um homem que acredita que todos são livres para amar quem bem entender".

Chris Pratt rebate Ellen Page
Chris Pratt rebate Ellen Page - Reprodução/Instagram

Na última semana, o ator disse estar seguindo uma espécie de dieta pela igreja Hillsong, baseada no livro do profeta Daniel, "pautada nas experiências de jejum dos profetas do Velho Testamento" e servindo para ajudar as pessoas a "se aproximarem de Deus". 

“Ele era um cara que comia apenas frutas, vegetais e grãos, não tinha nenhum pão com levedura ou produtos animais", disse na entrevista.

A igreja mencionada por Pratt é conhecida por seu discurso anti-LGBT, o que chamou a atenção de artistas como Ellen Page. Pratt disse ainda que faz a dieta com o pastor da igreja, Brian Houston, que já disse que a instituição não apoia o casamento gay.

"A nossa instituição recebe todas as pessoas, mas não afirma todos os estilos de vida", já relatou Brian. Carl Lentz, o lider da sucursal em Nova York, também já disse que a homossexualidade era um pecado e que um LGBT jamais ocuparia uma posição de liderança na instituição. 

Page criticou o ator em sua conta no Twitter, usando a entrevista que ele deu. “Ok. Mas a igreja dele é infamemente contra os LGBTs, então talvez ele fale sobre isso também?“, escreveu.

Em outro tuíte publicado neste sábado (8), a atriz disse: "Se você é um ator famoso e pertence a uma organização que odeia um certo grupo de pessoas, não fique surpreso se alguém simplesmente se pergunta por que isso não é abordado. Ser contra os LGBTQ é errado, não há dois lados. O dano causado por isso é grave. Ponto final. Enviando amor a todos."

"Se as pessoas LGBTQ+ estão expressando sua dor, seus traumas, suas experiências... Talvez apenas tente escutar? Abra seu coração, pare de ficar na defensiva e tenha compaixão. A empatia é um sentimento lindo e que muda a vida", concluiu a atriz em outro tuíte. Pratt ainda não respondeu Page. 

Final do conteúdo
  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Ver todos os comentários Comentar esta reportagem